sábado, 15 de outubro de 2011

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Capitulo 75 – “A nova miúda da claque!”

Hey Guys!
Eu sei que me devem querer matar, mas não matem… Aqui está novo capitulo! :p
Desculpem, ok?
Ah, e agora vou comentar os vossos blogs que já á muito que não comento!
Desculpa, mais uma vez!
Ah, e FINALMENTE, já estou inscrita na Plural, mas já tive de “recusar” ir fazer um Workshop para os Morangos! :(
Ah, e a minha Daniela Ruah “falou” comigo no Twitter, pela segunda vez, e desejou-me boa sorte e tudo! Yeah, ainda irei ser a irmã dela na serie NCIS: Los Angeles, vão ver! :p ahahah
Eu sou uma Ruahtic de gema! :p Se não sabem o que é Ruahtic, são os fãs da Daniela, fui eu que inventei… E tou tão orgulhosa, todos os fãs dela gostão e usam a palavra! :D
Espero que gostem do capitulo…
***********Capitulo 75 – “A nova miúda da claque!”*************
-Até amanhã! – Despediu-se Sónia quando chegaram á entrada da casa. Esperava não ter lá ninguém, esperava que as únicas duas pessoas que lá estivessem já dormissem que nem anjinhos. Ela queria chorar… Sozinha, para não preocupar ninguém, era apenas o que ela queria fazer!
Pousou as malas ao lado do sofá e caminhou até á cozinha, agarrou num copo e ainda pensou em ir buscar do seu “sumo” favorito, mas não… Queria-se sentir apenas uma humana normal, uma humana cobarde, afinal não é verdade que ela não passa de outra coisa se não de uma cobarde que se esconde atrás daquele disfarce de menina certinha? Afinal ela é uma assassina! Vive de sangue e da sua própria dor!
Encostou-se á bancada a beber o copo que tinha enchido com água fresca, gelada, e deixou-se estar a pensar. Antes de sair olhou para as facas que estavam ordenadas, provavelmente a Daniela tinha arrumado a cozinha antes de se ir deitar. Tentou desviar o olhar, mas o prazer que ela iria sentir ao se magoar era mais forte do que qualquer outra coisa…
-Não! Não outra vez! – Sussurrou ao reparar que já estava a agarrar numa faca. Nem se tinha apercebido de que outra presença já estava ao seu lado.

-É isso mesmo! Tens de resistir! – Daniela agarrava-lhe num pulso e com a outra mão tirou-lhe a faca e guardou-a novamente. – Estás a melhor, sabes disso não é?
-Melhorar no quê? Melhorar na maneira de me magoar? Melhorar na pessoa em que me estou a tornar? Eu não quero esta vida! Eu quero apenas ser normal! – Disse debruçando-se na mesa da cozinha e fazendo pressão contra ela com as mãos.
-Não estás assim só por seres vampira, estás assim também por causa do Zac! Verdade? – Daniela aproximou-se dela, e viu uma lágrima cair na mesa, suando como um bocadinho de gelo a partir-se. – Pronto! Calma! Ele e tu irão ficar juntos no final, sabes nisso! – Disse abraçando-a.
-O meu fim vai ser muito longe do vosso! Só se eu me matar, ou alguém me destruir é que eu consigo morrer! Eu queria tanto puder transformar todas as pessoas que amo, eu não quero ver todos morrerem e ficar apenas eu! Não quero Danni! – Disse enquanto o choro era acalmado pelo pijama de Daniela.
-Tu és uma Princesa, irás ter de agir como uma delas!
-Eu apenas queria ser uma miúda, de 16 quase 17 anos, perfeitamente normal… Com todas as preocupações normais e não com a preocupação de conseguir manter o mundo salvo!
-Não vamos pensar nisto agora, ok? Vai tomar um duche rápido, e vai dormir um pouco!
-Posso dormir contigo hoje?
-Ahaha tens medo do escuro, mas normalmente dormes bem sozinha!

-Vá lá!
-Ok… Espero por ti no meu quarto!
Sónia subiu até á sua casa de banho, e Daniela foi á sala. Apanhou uma carta que estava na mesinha do hall de entrada e abriu-a.
Volterra estava lá escrito… Mais uma para as muitas que Sónia começara a receber á semanas. Daniela tinha-as escondido a todas, tirando aquela primeira que Sónia leu.
-Eles estão mesmo interessados em faze-la numa dos deles! Mas ela não pode ser tão má como eles, tanto que andamos a lutar para ela ser o mais normal possível e agora isto! – Esmagou a carta e subiu para o quarto.
***********L.A**********
Ivy andava a dar uma volta ao colégio para ver como aquilo era, e ficar mais ou menos a conhecer o que iria ser a sua casa até ao final do ano.
Depois de ir meter tudo no seu novo quarto, estava agora a ir para o seu cacifo.
-É espaçoso! – Sussurrava ao abrir o cacifo.
4 rapazes estavam a aproximar-se do local onde ela estava, até que um sem querer bate na porta do cacifo de Ivy.
-Ouch! Isto doeu! – Dizia ele metendo a mão na testa.
-Oh, desculpa… - Ivy fechou o cacifo e aproximou-se do rapaz – Peço imensas desculpas, eu… Eu não tive culpa, quer dizer… Desculpa! – Dizia ela toda preocupada.
-Hey, calma… Está tudo bem! – Disse um dos rapazes.
-Podes crer, ele já não tem cérebro, por isso não o deves ter afectado nada! – Os 3 rapazes começaram a rir, deixando Ivy a sorrir, mas o pobre coitado ficou com a marca da chave na sua testa.
-Sou a Ivy, no caso de me quereres levar a tribunal! – Esticou a mão e sorriu timidamente.
-Zac, Zac Efron! – Cumprimentou-a – E não, uma rapariga tão bonita como tu não irá a tribunal! -
Ambos se olharam e sorriram, o que não agradou a um dos outros 3 rapazes.
-Nós somos os irmãos Jonas! Eu sou o Joe! –
Interrompeu logo Joe metendo-se á frente de Zac para terminar com aquela troca de olhares.
-Eu o Nick! E ele… O Kevin!
-Olá!

-Então e tu, que fazes por aqui? És nova?
-Não Zac… Não se vê logo que ela já aqui anda desde o inicio do colégio! – Gozou Kevin – Vens de onde miúda?
-Acabei de chegar de Sidney! Tive numa competição mundial de surf, e agora que acabou venho concluir o secundário!

-Ah quer dizer que vais ficar na minha turma?! Isso parece muito bem!
-Zac não te atires já á miúda nova! – Gozou desta vez Nick.
Todos estavam a sorrir, menos Joe que não estava a achar piada nenhuma aos sorrisos de Zac e de Ivy.
-Bem, vamos andado… Zac temos de ir ao bar, não te estás a esquecer?! – Dizia ele tentando puxar Zac.
-Hey mano, calma lá… Estou a conhecer a nova colega!
-Zac!
-Ok, ok… Não insisto mais! Vemo-nos por aí Ivy! – Despediu-se com os típicos dois beijinhos e saiu com os manos Jonas.
Ivy não resistiu a olhá-lo mais uma vez, sorrindo.
-Eu vou adorar este colégio! – Pensava ela encostando-se aos cacifos.
********************
Ash, Demi, Selena e Miley estavam na biblioteca a fazer um trabalho, dizendo melhor Dems, Selly e Smiley é que estavam a fazer o trabalho, visto que Ash apenas as estava a ajudar.
-Ai Ash é tão bom seres mais velha do que nós! – Dizia Miley.
-Mesmo… Assim podemos pedir-te explicações! –
Sorriu Selena.
-É… Olhem o Joe mandou-me uma mensagem! Parece que há uma rapariga nova, e que vai para a tua turma Ash! –
Disse Demi enquanto lia a mensagem do namorado.
-Uma rapariga nova? Para a minha turma? Ah, deve de ser outra daquelas miudinhas todas convencidas que não fazem mais nada a não sei atirar-se aos nossos namorados!
-Mas tu com isso não te tens de preocupar! Afinal o Scott está em Londres! –
Gozou Miley – E apostamos que ele já te trocou!
As três mais novas riram, deixando Ash furiosa.
-Mas vocês pensam que o Scott é como os Jonas? Ou mesmo como o Lautner? É que nem pensem! Ele já é um homem, não uma criancinha! – Disse mostrando a língua.
-Por falar em Lautner… Oh Selly onde anda o teu namorado?
-Ele… - Desviou os olhos do papel e olhou para as amigas – Foi visitar a família!
-Visitar a família, quase no final do segundo período? Não achas isso muito estranho?

-Não, afinal ele sempre foi muito reservado, e acho que a mãe ficou doente, algo assim, e ele teve de ir ter com ela! – Selena estava completamente convencida disso, apesar de no fundo do seu coração saber que ele não tinha ido ter com a família. – Bem, vamos continuar o trabalho?!
*********************
Já Vanessa andava a passear pelo jardim, até que alguém por trás dela lhe mete uma rosa á frente do seu rosto.
-Oh… Que fofo! – Disse agarrando na rosa e virando-se para trás – Obrigada Alex!
-De nada linda! – Sentou-se no banco mais próximo e puxou Vanessa – Então, e já pensaste no que te pedi?

Vanessa tirou logo o sorriso e meteu-se seria.
-Eu não consigo “trair” os meus amigos, desculpa Alex!
-Mas eu só te pedi para tirares aquela ideia de serem o Joe e a Ashley a concorrer para serem os próximos presidentes da associação de estudantes!
-Mas eu não posso… Desculpa Alex!
Alex levantou-se e tirou-lhe a rosa das mãos.
-Então acho melhor esqueceres que eu existo! – Disse mandando a rosa para o chão com toda a força e começando a caminhar de novo para dentro do colégio.
-Não, Alex espera! – Gritou-lhe ela. O rapaz não a olhou mas sorriu – Eu vou tentar fazer de tudo para tu ganhares as próximas eleições!
-Esta sim, é a minha miúda! – Disse ele voltando para trás e dando um beijo doce nos lábios da morena.
********************
Robert e Inês estavam no quarto dela, a ver televisão antes da próxima aula.
-A Sónia foi convocada para ir a Volterra! –
Disse Inês.
-Como é que tu sabes disso? Ela não nos disse nada! – Robert perguntou vendo logo um sorriso no rosto da loira – Pronto, ok… Já me estava a esquecer que vocês têm uma ligação muito forte! – Gozou ele.
-É verdade… Mas ela ainda só recebeu uma quarta, á uns meses atrás! Nunca mais lhe disseram mais nada!
-Isso é tecnicamente impossível! Eles quando tem uma ideia fixa nunca desistem ás boas… - Robert levantou-se – Posso usar o teu Mac?
-Claro!
Robert ligou o computador de Inês e voltou de novo a sentar-se ao lado dela. Abriu uma página, algo como a página oficial dos Volturi, nada conhecida, e com varias palavras passes antes de conseguirem aceder definitivamente ao site.
-Como vês, eles estão á procura de novos, passo a citar, “Novos Príncipes, e novos alunos”… - Enquanto iam lendo as informações que estavam no site
– Como podes ver, um elemento da família mais forte era sem duvida o que eles mais precisavam! A Sónia é a mais forte de nós todos, ninguém, ou quase ninguém lhe consegue fazer frente. Mas para ela ser assim tem de ter aulas, aulas essas que os Volturi estão preparados para dar.
-Então queres dizer que… Ela apesar de ser Princesa tem de ter aulas, tipo de… Etiqueta?
-Não! – Respondeu ele a rir – Ela tem de ter aulas como todos nós, os vampiros, deveríamos de ter! E acredita, ela precisa de saber-se controlar para poder usar todos os seus poderes!
*************Londres*************
A manhã estava a chegar, e um rapaz acabava de sair do aeroporto.
-Desculpe, pode-me levar a esta morada? – Pediu ele.
-Claro menino!
*******************
Já na escola de artes… Todas as raparigas andavam doidas a ver se tinham entrado na claque.
-Não era preciso vires trazer-me! – Dizia Sónia ainda dentro do carro de Daniela, há entrada da escola.
-Claro que não, mas eu quis… E vou ter umas filmagens aqui perto! Por isso hoje ficaste livre dos transportes públicos!
-Obrigada! – Disse despedindo-se e saindo do carro.
-Hey… Logo queres que te venha buscar?

-Não, eu vou sozinha… Até logo! – Disse saindo a correr para a escola.
Assim que lá entrou viu a correria que havia nos corredores, e sentiu alguns olhares sobre ela. Apertou mais os livros contra o seu peito, e respirou fundo.

-Que se passa afinal? Já não sou nova aqui! E não sou popular! – Pensava enquanto percorria o corredor principal até ao bar.
-Hey linda já sabes da boa nova! – Justin saltou para cima de Sónia dando-lhe um beijinho no rosto e sorrindo logo de seguida.
-Bom Dia! Então qual é?
-A nova miúda da claque! – Comentavam ao passar por ela. – Parabéns!
-O quê? Eu entrei?
-PARABENS! – Gritava Sílvia ao correr até ela – Bem-Vinda á claque!
-Eu entrei? – Perguntava novamente Sónia sem perceber ainda bem o que se estava a passar.
-Sim, sim, sim… Vais ser minha colega de equipa! – Dizia Sílvia saltando de alegria.
-Mas como? Aquilo até me correu muito mal!
-No inicio… Deverias ter-te visto no final! – Disse Justin ao relembrar a cena – Tu fazias ginastica ou isso?
-Não! Mas sou vampira! – Brincou ela, estava a dizer a verdade mas ninguém acredita em vampiros, não é?
-Sim, claro… E eu sou filho do Pai Natal! –
Gozou Justin, fazendo as duas raparigas rirem. Como era de esperar eles não tinham acreditado, para felicidade de Sónia.
-Mas agora a falar a serio, vocês estão a gozar comigo, não é?
-Oh Sonny que achas?
-Queres ir ver os papeis a confirmar?
-Não é preciso, se me dizem que eu entrei eu acredito! – Olhou á sua volta – Até porque não é todos os dias que sou tão “olhada” aqui na escola!
-Mas eras a Miss Popular da tua outra escola! Eu sei bem disso! – Disse Sílvia.
Não era intenção, mas Sonny ficou meio triste.
Tinha saudades, sim, tinha, e… o Mr. Popular era o seu ex!
-Oh, desculpa! Nem me tinha apercebido do que acabava de dizer…
-Não, é na boa Sílvia! Apenas para a próxima tenta ter mais cuidado! – Sónia olhou finalmente para a folha que estava com os nomes das pessoas que tinham participado, e Sónia Montez era o nome no topo da lista. – Vou dar uma volta antes da primeira aula!
-Eu vou contigo! – Disse logo Justin.
-Não JB, eu vou sozinha! Não me perco! Até já! – Disse dando um abraço rápido a Justin e saindo.
-Ela não ficou muito feliz, ou foi apenas impressão minha? – Perguntou Sílvia.
-Temos de ter paciência! Muita paciência com ela! Bem vou ao meu cacifo… Boas aulas!
*************************
Sónia andava a dar uma volta, tal como ela disse, quando vê alguém seu conhecido a sair de um taxi.
-Não pode ser!!! – Gritou ela começando a correr para ir ter com o rapaz.
****************Continua*****************
E então?
Que me tem a dizer?
A Vanessa anda a meter-se em confusões de novo?!
Parece que a Danni anda a esconder algumas coisas á Sónia! Será que isto vai fazer bem ou mal á “condição” de “Princesa” que Sónia tem?
Mas pelo menos Sónia já se consegue controlar mais! *Aleluia*
Ivy conheceu Zac, Joe, Nick e Kevin! Joe parece não ter gostado assim muito, mas os irmãos e Zac adoraram a nova miúda!
Onde andará Taylor Lautner, na verdade?
Robert e Inês irão fazer alguma coisa para tentar impedir, também, a ida de Sónia a Volterra, ou pelo contrario, irão ajudá-la a conviver com os reis dos Vampiros?
Sónia conseguiu entrar na claque, e com isso, voltará a ganhar o titulo “Popular” da escola, ou apenas irá fazer com que o seu “segredo” seja descoberto?
Justin e Sónia, como ficará esta relação?
E quem é o rapaz que Sónia viu e que acabou de chegar de outro país?
Fiquem para saber, tudo nos próximos capítulos! ;)
Vocês sabem que vos adoro e quem me adoram
Xoxo Gossip Sonny :D
P.S: Se tiverem dúvidas sobre a fic podem perguntar! :)

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Capitulo 74 – “Sim Justin, claro! Não se vê logo, és a pessoa indicada para ser o padrinho!”

Olá My Girlys! :)
EU SEI QUE TIVE UMA SEMANA SEM DAR NOTICIAS, DESCULPEM! :D
Mas bem, é que fiquei um pouco sem tempo, e pronto…
Não interessa agora, visto que aqui está o capitulo! :)
Mais uma nova personagem aparece neste capitulo, e outras duas vão sair nos próximos capítulos. Posso adiantar que esta nova personagem vai mudar algumas coisas e fazer-vos pensar no que vai acontecer!
Agora, falando sobre os vossos blogs, desculpem, eu vou comentar agora ok?
Sabem acho que recebi o melhor mail dos últimos tempos, mas não me vou por já a mandar foguetes antes da festa visto que pode acontecer tudo, como pode não acontecer nada! É apenas o começo, e já é bom! Agora devem pensar “Mas que raio está ela a falar?”
Pois, bem pode ser que daqui a uns tempos eu vos conte ;p
Outra cena, sou eu a única que anda viciada nos McFly, ou isto é normal? AMO o novo CD dele, e estou a pensar em meter algumas musicas por aqui, na fic! Fiquei para ver!
Agora vou deixar o testamento e deixar-vos ler descansas! :D
**********Capitulo 74 – “Sim Justin, claro! Não se vê logo, és a pessoa indicada para ser o padrinho!”************
Segunda-Feira, 10:30 da manhã, aeroporto LAX, uma bela rapariga acaba de chegar a Los Angeles cheia de malas e com um sorriso na cara.
-Sim mãe já cheguei… E sim estou bem! Agora uma pergunta, onde fica o colégio? – Dizia ela ao telemóvel. Metia as malas no táxi com a ajuda do taxista assim como a sua prancha de surf – Ok… Obrigada! Ligo-te mais logo! Beijos, também te adoro! – Desligou o telemóvel e seguiu então para a morada que a mãe lhe tinha dado.
************No Colégio************
-Ainda bem que já voltas-te… Tínhamos tantas saudades! – Diziam os amigos para Zac.
-Pois, eu por mim ia para casa, não vinha para cá, mas a minha mãe obrigou-lhe a vir para cá, até parece que ainda tenho 15 anos! – Resmungava ele enquanto metia as canadianas ao seu lado e se sentava no bar. – Então, Inês como está a tua irmã?

Todos ficaram sem saber o que fazer, afinal ele lembrava-se de Sónia?
-A minha… Irmã? Qual irmã?

-A Sónia, conhecia no Sábado no hospital! Ela é muito gira, deve ter uns quê, uns 16 anos?
-Sim… - Disse suspirando de alivio – Vai fazer 17 daqui a um mês!
-Ela esteve cá? – Perguntou logo Miley – E não nos veio visitar?
-Ela estava com um rapaz também pelas idades dela, saíram logo do hospital, nem falámos nada! – Tentou responder Zac.
-E eu estive com ela no shopping, mas… Ela está diferente! –
Concluiu Ash baixando a cabeça.
-Mas ela está em Londres e tu aqui porquê?
-Porque ela ganhou uma bolsa de estudo numa escola de artes em Londres e foi para lá!
-E não vai voltar?
-Oh Zac estás muito interessado nela! –
Gozou Joe.
-Não é nada disso… Apenas a achei girinha, mais nada!
Girinha? Ele acabava de dizer que achava a Sónia, o seu grande amor, apenas “girinha”?
-Meninos, meninos… tenho uma grande novidade! – Gritava a professora Anne enquanto se sentava ao lado deles.
-Hey stora calme lá… Já viu por acaso quem voltou?
-Ah menino Zac… Olá! – Anne mostrou o anel aos alunos que estavam á sua frente.
-AIIIIII! – Gritaram as raparigas com ela. – Você está noiva?
-De quem?
-Quando casa? – Eram as perguntas.
-Respostas… Sim, estou noiva. Do professor Cam e em principio nas férias da Páscoa!

-Oh seja daqui a poucas semanas!
-Ai nem me digam nada… Tou tãooooo nervosa! Ele disse que já tinha alguém em mente para a madrinha dele, agora eu! Ai não sei nem madrinha, nem padrinho nem nada! – Dizia Anne desesperada enquanto levava as mãos á cabeça.
-Nós podemos ajudá-la no que precisar! – Disse logo Ash mostrando-se disponível para tudo.
A campainha tocou e todos seguiram para as devidas turmas, Anne andou o resto do dia super stressada, afinal faltavam apenas 3 semanas para o grande dia. Ela nem queria acreditar que iria casar com Cam, afinal eles tinham acabado antes de ele partir para Londres, mas agora tudo estava perfeito novamente, apenas faltava ele estar com ela em L.A.
********************************
Um táxi parava em frente ao colégio East High, a rapariga que há pouco saia de dentro do avião saltou para fora dele. Loira, olhos claros e pele também um pouco clara, alta, cabelos lindos e longos, deveria ter uns 18 ou 19 anos, a idade dos finalistas da escola. Certamente iria para a turma de Zac, Ash e os outros mais velhos.
-Obrigada! – Disse pagando ao taxista que lhe entregou as suas coisas. Passou o portão – Desculpe, onde fica a sala do Director? – Perguntou a uma empregada. – Obrigada! – Seguiu então para a sala do Director onde teve de esperar uns minutinhos. Pegou numa revista que lá estava depois de dar o seu nome, e então sentou-se á espera.
-Menina Sullivan… - Chamou a secretária.
-Sim!
-Pode entrar!
Ela levantou-se arrumando a revista e de seguida a sua roupa para parecer o mais “decente” possível.
-Posso? – Perguntou antes de entrar.
-Claro menina, entre! – Depois de se cumprimentarem e estarem sentados – É um gosto ter mais uma aluna como a menina no nosso colégio!
-Não diga isso se não ainda fico mais nervosa! –
Disse Ivy.
-A menina Sullivan pediu transferência por algum motivo?
-Problemas amorosos… - Disse a rir – Não, agora falando a sério… Acabei de sair do campeonato de surf pela Austrália, e por isso decidi retomar os meus estudos! – Disse enquanto mostrava o seu passaporte todo carimbado com os muitos sítios onde ela já tinha estado durante os seus curtos 18 anos.
-Estou a ver, então e pelo menos ganhou?
-Sim! Mas também ganhei uma lesão, mas agora já estou bem! E pronto para os livros!
-Ainda bem! – O Director levantou-se enquanto abriu a porta e a secretaria entrava – A Sra Kate vai acompanha-la até á sua sala! – Disse apresentando oficial as duas – Vai para o 12º A, uma das nossas melhores turmas. Depois provavelmente irá receber uma visita guiada de algum dos alunos da turma, e logo mais á tarde passe por aqui para lhe dar o cartão de estudante!
-E a chave do meu quarto? É que… - Aponto para as suas coisas que ainda estavam onde as tinha deixado – Ainda tenho umas quantas coisas!
-Ah claro, estava-me a esquecer! – Mandou as chaves para as mãos da rapariga e assim ela saiu.
**************Londres***************
Londres, 23:30, Sónia e Justin acabam de sair do avião, ambos cheios de sono, praticamente a cair para o lado. Iam agarrados um ao outro quando saíram do aeroporto e foram completamente cercados por fotógrafos.
-Mas que é isto? –
Perguntava Sónia meio assustada enquanto metia a mão á frente da cara tentando a todo o custo não perder a visão com os flashes.
-Calma, mantêm-te calma, anda normalmente… E esquece!
-Justin, já não é a primeira vez que o apanhamos com a mesma rapariga! É sua namorada? – Atreveu-se um fotografo a perguntar.
-Admita Justin, acabaram de vir de viagem, isso está a tornar-se algo muito sério, han menino Bieber! – Gozou outro fotografo.
Assim que estes dois abriram caminho muitas outras perguntas começaram a surgir.
-Não tenho de falar da minha vida privada! Desculpem, mas podem-nos deixar seguir, por favor? –
Pedia Justin já começando a desesperar assim que não viu nenhum carro á espera deles.
-Onde está o teu segurança? – Perguntou Sónia.
-Não sei, ia jurar que o tinha avisado que já estávamos a chegar! – Olhou para trás mas já não conseguiam ver mais nada. – E eu mandei o outro que foi connosco sair mais cedo!
-Boa Justin, agora vamos aqui ser engolidos!
Ouviram assobiar e conseguiram ver uma mão a acenar-lhes:
-Bora lá malta… Não tenho a noite toda! –
Chamou Cam.
-Ai que rico professor! – Sónia assim que o viu saiu a correr por baixo dos braços dos fotógrafos que lutavam pela melhor fotografia de Justin e se possível da “nova conquista” dele.
Já dentro do carro:
-Obrigado stor… Se não fosse você nem conseguia ligar para os meus seguranças!
-É na boa… Mas está tudo bem certo?
-Claro…
-Não se magoaram? Eles pareciam esfomeados!
-Está tudo bem! – Justin ia no banco de trás e Sónia ao lado de Cam. Ambos olharam para ela. – Está tudo bem certo?
-Sónia estás bem?
Sónia olhava pela janela e naquele momento sitio um arrepio correr-lhe a espinha, como se algo muda-se naquele momento!
-Miúda… - Chamou Cam abanando-a levemente – Estás bem?
-Ah, desculpem… Sim, estou apenas cansada! – Tentou ela disfarçar.
-Então e bem… Já decidiste se aceitas?
-Claro que aceito! Iria adorar! – Sónia olhou Cam e sorriu assim que viu a cara de felicidade dele.
-Acabaste de me salvar a vida! Ela ficou de arranjar um padrinho!
-Mas normalmente são dois padrinhos e duas madrinhas stor! – Interrompeu Justin do banco de trás.
Cam fez uma travagem brusca no meio da estada, o que vale é que não haviam assim muitos carros.
-Stor está bem? Não morra aqui, ouviu? – Quase gritava Justin enquanto o abanava pelos ombros.
-Cam que se passa?
-Eu… Eu não me lembrei dessa parte! Quer dizer que ainda tenho de arranjar um padrinho? – Cam parecia estar em choque, os olhos azuis dele estavam bastante abertos, pareciam que queriam saltar das órbitas e as mãos estavam um pouco a tremer.
-Quer que eu conduza? – Sugeriu Justin já pronto para ir para o volante.
-Não, deixem estar… Eu fico bem! – Voltou novamente a atenção para a estrada enquanto falava novamente – Mas quem acham que deva convidar para ser o meu padrinho?
-EU!
-Sim Justin, claro! Não se vê logo, és a pessoa indicada para ser o padrinho! – Gozava Sónia enquanto metia a mão entre os bancos da frente e chegava ao cabelo de Justin despenteando-o.
-Porque não?
-Bem, a minha noiva não te conhece, acho que ela não iria achar muita piada!
-Eu apresento-me!
-Não Justin, é melhor não! A stora Anne não iria gostar disso! – Sónia voltou as atenções desta vez para Cam e sorriu – Que me diz de convidar o seu amigo, o stor Channing?
Cam sorriu, e pensou que aquele seria a melhor forma de agradar a Anne, visto que conhecia muito bem Channing.
A viagem de carro até á casa onde Sónia vivia foi rápido, muito brincadeira á mistura. Sónia mostrou alguns sorrisos, falsos, para agradar as outros dois. A verdade é que ele não conseguia acreditar que tinha estado com Zachary e não o tinha beijado!
***************Continua…**************
Ivy Sullivan, a nova aluna, a surfista que vai mudar algumas coisas!
Então gostaram?
O que acham que vai acontecer?
É tudo por agora!
Voçês sabem que me adoram e que vos adoro muito mais!
Xoxo Sonny ;)

terça-feira, 3 de maio de 2011

Capitulo 73 – “Mas quem vai casar?”


Olá Pessoal!
Como foram as aulinhas? :p
Desculpem não ter postado mais cedo, mas fiquei com uma branca que não sabia o que haveria de escrever aqui!
Tenho tantas ideias para as partes seguintes, mas não sabia como “interliga-las” a este capitulo! Sorry!
Mas bem, aqui está mais um capitulo, espero que gostem, visto que não está nada de jeito!
Tirando isso, e antes de irem ler o capitulo… Não acham isto a coisa mais querida de sempre? Eu fiquei assim :o a ver o casamento real, e ainda chorei! Pois é verdade! :p
Mas agora apaixonei-me ainda mais pelo Principe Harry! Fofo, não?
Meti-me aqui a imaginar o meu casamento com ele, e bem… :’) Nem quero pensar nisso! Ahaha
A Kate sem duvida que passou a ser uma inspiração para mim, para além de linda é tão fofa e ia tão linda! Eu acho!
Querem que eu me cale não é? Então pronto, já chega…
Fiquei com o capitulo! :)
************Capitulo 73 – “Mas quem vai casar?”****************
Quando ambos já andavam ás compras um grito histérico a chamar por Sónia fez-se ecoar. Era Ashley!
-OMG… Tu estás doida? – Perguntava ela tapando os ouvidos.
Ash correu até eles, e saltou automaticamente para cima de Sónia. Quem as visse poderia jurar que não se viam á anos!
-Sónia, Sónia, Sónia, Sónia… - Dizia ela entre beijos! Apertava tanto Sónia como se ela fosse o seu ursinho de peluche! – Tinha tantas saudades tuas!!!!! – Gritou-lhe aos ouvidos.
-Hey, Ash… Calma! Eu acho que vou… Morrer! – Dizia ela fazendo como se tivesse com falta de ar.
-Desculpa! – Disse largando-a, mas não demorou muito até os braços dela envolverem novamente o pescoço de Sónia. – Gosto tanto de ti!
-Ashley Michelle Tisdale sai de cima de mim!
Justin assistia aquela placagem de Ashley completamente chocado! Como é que era possível uma gaja tão magrinha conseguir fazer aquilo como se fosse um jogador de rugby?
-Estava a ver que te tinhas esquecido de mim, quer dizer de nós!
-Não, achas? – A verdade é que ela os queria esquecer! – Era impossível esquecer-vos!
Ash olhou para o lado, e viu o rapaz a olhá-las seriamente.
-O miúdo…? – Sussurrou Ash para Sónia.
-É o Justin, um grande amigo meu de Londres!
-Eu sei que é o Justin… Aquele do qualquer coisa “one time”! Mas o que é que ele faz aqui, e ainda por cima contigo? – Olhou-a séria e depois desviou o olhar para ele, voltando logo de seguida a olhá-la – Não! Sónia Montez, tu e ele…? – Perguntou começando a rir.
-Não, não, não, claro que não! Ashley estás cada vez mais doida! – Respondeu ela também a rir. – Hey, Just, chega aqui!
Justin aproximou-se delas, ainda meio com medo de Ash.
-Ol.. Olá! – Cumprimentou-a ele.
-Olá! – Retorquiu ela, com um toque de felicidade a mais na voz. – Acho que a minha sobrinha iria gostar de te conhecer! Pensando bem, ela tem quase um ano, mas ainda não te consegue reconhecer, acho melhor esperar mais um tempinho!
-A Jennifer já foi mãe?
-Como disse á quase um ano!
-Já passou tanto tempo…
-Muito aconteceu enquanto não estavas cá! Mas agora vieste para ficar, certo?
-Ah, não é bem assim! Eu volto amanhã á tarde! Tenho aulas…
-Oh… E quando é que voltas? – Perguntou Ash triste.
-Nas férias de Verão, provavelmente depois de passar uns dias na Australia a gozar a única prenda de Natal que ainda não gastei ou usei!
-A serio? Só no Verão? Não vens mais cedo?
-Ashley tenho aulas! Não dá mesmo… Venho fazendo umas… - Olhou para Justin, ele estava a olhar para uma montra – Justin que estás aí a fazer?
Ambas foram até ele, na verdade ele estava-se a babar para a montra de uma das lojas da marca Victoria’s Secret que havia espalhadas pela cidade.
-Só podia! – Resmungou Sónia.
-Rapaz e basta!
Sónia virou-o rapidamente para ela, encarando-o seriamente:
-Sonny… - Disse corando – Eu... Bem, vamos andando?
Ash riu assim como Sónia, mas na mente de Ash uma pergunta estava a começar a formar-se muito lentamente:
“Se ele já a chama por um dos seus apelidos, isso quer dizer que já são bem próximos! Será que ela já esqueceu mesmo o Zac?”
-Nós vamos andando… Tenho jantar de família! – Inventou Sónia.
-Não, quer dizer, fica mais um pouco comigo… Tenho tantas saudades!
Sónia sorriu, o seu coração naquele momento queria falar mais alto e gritar aos sete ventos que ela morria de saudades de todos os momentos que passaram juntas, mas não queria dar parte fraca! Tinha andado tanto tempo a trabalhar na sua nova “eu” que não queria perder tudo agora:
-Desculpa, mas não posso ficar! – Deu-lhe um beijinho no rosto. – Vemo-nos em breve!
-Mas temos tantas coisas para falar! Já foste ter com os outros?
-Não, e nem digas a ninguém que me viste! Esta visita era só para estar com os meus pais e restante família, fosses não estavam incluídos!
Ashley poderia jurar que aquela, sim aquela miúda fria que estava á sua frente, não era a sua melhor amiga de sempre!
Já quando Sónia e Justin iam um pouco afastados:
-Sónia que se passa contigo? – Perguntou Ash com a voz um pouco mais alta, virando algumas atenções para eles. – Onde está a miúda que eu conhecia? Quero-a de voltar!
Sónia nem se virou para trás e seguiu com Justin.
*******************************
No Domingo, último dia de Sónia em L.A. Ela tinha ido sozinha até ao colégio, sabia que quase ninguém lá estava. Entrou sem nenhum olhar sobre ela, foi fácil, dizendo melhor era fácil para uma vampira não ser notada!
Deu uma volta á parte exterior, e depois entrou. Deixou escapar um sorriso ao relembrar os típicos momentos que tinha ali com os amigos!
Foi andando pelos corredores, mas não chegou a subir para a parte dos quartos, manteve-se sempre no andar de baixo seguindo para o auditório.
“Anne Hathaway” leu assim que chegou á porta. A sua professora favorita de hoje e de sempre…
Abriu a porta, e estava tudo como se lembrava, o palco onde muitas vezes antes brilhara, e onde foi, digamos, descoberta para ir para Londres.
Desceu até ao palco e saltou para cima dele. Rodopiou um pouco lá em cima, relembrando os aplausos que sempre recebiam, relembrou a noite que passara lá com Zac, apenas os dois. Aquele tinha sido o único momento que conseguira estar com ele a serio…
Sabia onde poderia encontrar o seu instrumento favorito e foi até lá, pegando na guitarra que usara quando era mais nova, quando entrou para o colégio.
Sentou-se nos degraus que davam entrada para o palco, e começou a tocar.

Não ela não estava ali para ficar, apenas queria tocar algo, e aquilo foi a coisa mais acertada. Percebeu que tudo era “assombrado” sem ELE ao seu lado. Estava a começar a não conseguir suportar aquela dor, aquela… Perda!
Não queria estar mais ali, tinha de voltar para Londres, de onde nunca deveria ter saído. Posou a guitarra no seu sitio e correu para fora do colégio.
***********************
O Domingo tinha sido passado em família, todos tinham ido para as devidas casas, apenas Justin tinha ido para a casa dos Montez. No outro dia de manhã, todo estavam a voltar ao colégio, enquanto que Sónia e Justin esperavam pelo avião.
-Aquele não é o stor Cam? – Perguntou Justin apontando para um homem que estava a uns passos mais á frente da mesma fila que eles.
-Sim… Eu vou lá ver! Não saías daqui! – Sónia largou as malas e foi até ao homem que parecia ser Cam – Desculpe é o…
-Sónia, miúda… Estava mesmo agora a pensar em ti! – Era mesmo Cam, a alegria dele era a sua característica de marca, algo que faltava a Sónia nos últimos tempos.
-Pensar em mim? Então porquê? Não tenho estado a ter boas notas?
-Claro que tens! Não é isso… - Cam mostrou uma foto que tinha no telemóvel.
-É a stora Anne…
-A stora Anne com um…
-Com um ANEL DE NOIVADO! AI VÃO CASAR! – Gritou ela abraçando-se a ele.
-Desculpe… Pode me guardar as malas por favor? – Pediu Justin – Obrigado! – Disse indo até os outros dois.
-Justin que fazes aqui?
-Vim com ela! Mas quem vai casar?
-Os meus dois stores favoritos! Não é o máximo? – Sónia parecia mais empolgada do que nunca.
-A serio? Mas quem você e a stora da claque?
-Claro que não… Ele e a minha stora Anne! – Sónia praticamente roubou o telemóvel das mãos de Cam e colou-os aos olhos de Justin – Vês? Ela é linda, e com ele tenho a certeza que vão ser os noivos mais fofos de sempre! E onde vão casar? Quando? Já devem de estar a preparar tudo certo?
-Hey hey hey… linda… Respira! – Dizia Cam agarrando nos braços dela e respirando fundo com ela – Melhor?
-Sim… Mas… Aí isto é a coisa mais fixe que já aconteceu nos últimos tempos!
-Sim, é verdade… Agora vamos para o avião, podemos falar depois, ok? – Sónia assentiu com a cabeça, meio desanimada por não ter tido nenhuma resposta, mas o sorriso voltou á sua face quando Cam lhe perguntou – Estive a pensar, eu e ela claro… E nós vamos convidar os alunos mais chegados, por isso vocês os dois são apenas uns dos que vão aparecer na lista! E olha… Pensa se não queres ser a minha madrinha de casamento, porque Dama de Honor já vais ser de certeza! – Disse avançando para o avião deixando Sónia quase sem ar.
-OMG OMG OMG OMG OMG OMG… - Repetia Sónia sem parar tentando ao mesmo tempo ganhar fôlego.
Justin trazia as malas de ambos, e ainda teve de parar para dar um autografo a uma miudinha.
-Vá, vamos! – Disse começando a empurra-la.
Já dentro do avião, Sónia permanecia quieta a pensar no que iria fazer! Queria aceitar sem duvidas, mas se ela aceita-se tinha de lá estar no casamento e não queria ver ninguém! Sempre que ia para aquela cidade tudo voltava ao mesmo, e ela não queria esse “mesmo” de volta!
Zac apareceu de novo no seu caminho, mais lindo do que nunca, e não se lembrava dela!
Ash não acreditava que aquela não Sónia fosse a “sua” Sónia, mas ela tinha-se tornado numa nova pessoa, quer gostassem quer não!
Justin estava por perto, sempre ao seu lado para a proteger de tudo, e para a animar nos momentos piores, ele era o seu novo pilar!
Daniela esperava-a em Londres, a sua nova “irmã mais velha”!
Inês e ela não estavam assim tão distantes, mas iriam ficar cada vez mais se não fizessem nada contra isso!
Fechou os olhos e adormeceu!
Sónia Montez tinha de deixar de voltar a L.A, tinha de abandonar a cidade para sempre, não poderia voltar mais!
***************Continua…*****************
E então que me dizem?
Gostaram ou não?
A Sónia anda muito triste coitada! :( É bem-feita! Ninguém manda ela abandonar o gato fofo! :p
Então e agora como acham que vai ficar a fic? Irá ela aceitar ou não o convite de Cam?
Como será a chegada novamente a Londres?
Já para não falar de … “Será que ela foi mesmo aceite na claque?”
Fiquem para ver!
É tudo por agora…
Voçês sabem que me adoram e que eu vos adoro!
Xoxo Gossip Sonny
Peace

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Capitulo 72 – “Zachary Efron… Muito prazer!”

Boa tarde lindas!
Tudo bem? Espero que sim! :D
Bem, hoje não vou falar muito porque acho que querem saber quem era o tal, certo?
Por isso aqui fica…
Espero que gostem!
***********Capitulo 72 – “Zachary Efron… Muito prazer!”**************
-Não faz mal… Estás bem? – Sónia nem queria acreditar na voz que ouvia. A voz mais doce mas ao mesmo tempo mais sexy que já lhe tinha passado pelos ouvidos. Era ele!
-Oh meu deus… - Foi apenas o que ela conseguiu dizer ainda no chão. Zac levantou-se, a coxiar e agarrado á parede e esticou-lhe uma mão.
-Deixa-me ajudar-te! –
Disse sorrindo. Sónia estava petrificada, ele estava mais lindo do que nunca, apesar de estar com a roupa do hospital, os olhos mais azuis e brilhantes do que nunca, o cabelo com um ligeiro toque mais adulto, Zac estava mais perfeito do que os deuses! Mas ela enquanto via o rapaz sorrir-lhe, ao mesmo tempo começou a ver as imagens daquela manhã trágica! Via Zac e Vanessa apenas em roupa interior, depois de terem tido uma noite… Sónia abanou a cabeça, queria tirar aquelas imagens da sua visão. Num ápice levantou-se sem se quer agarrar na mão dele. – Estás mesmo bem? Não te magoaste… Bates-te com a cabeça na parede! – Zac olhava-a com o típico olhar protector. Tentou ler-lhe os pensamentos como da primeira vez que tiveram juntos, mas novamente não conseguia terminar o que começara. Uma tremenda dor de cabeça foi apenas o que ganhou!
-Au! – Disse levando as mãos á cabeça.
-Eu disse… Deveria ter-me deixado ajuda-la menina! – Zac agarrou finalmente na mão de Sónia – Está gelada!
-Ele já nem se lembra do toque da minha pele! –
Pensava Sónia olhando nos olhos.
-Vamos… Eu ajudo-a a ir até ao gabinete do meu médico!
-Não, eu estou bem! – Disse ela conseguindo finalmente tirar o seu olhar do dele. – Obrigado pela preocupação…
-Eu ainda sou cavalheiro… Apesar de estas roupas não me favorecerem! – Ambos riram. Sónia olhou-o nos olhos mais uma vez – Zachary Efron… Muito prazer! – Disse ele estendendo-lhe uma mão.
-Prazer! – Disse Sónia sorrindo e apertando-lhe a mão.
-E tu…?
-Ah miúda… Pensávamos que tinhas morrido! – Interromperam Justin e o Thomas.
-Está tudo bem?
-Sim J… Fui eu que sem crer fui contra ele… Mas já está tudo bem!
Thomas olhavam para Sónia para tentar perceber se ela estava a usar alguns dos seus poderes para fazer Zac recordar-se dela, mas não, Sónia não tinha essas intenções, por enquanto!
-Dr. Montez… Ela bateu com a cabeça! – Repetia Zac completamente preocupado – Ela pode ter feito algum traumatismo craniano… Ela pode estar muito magoada!
-Pai eu estou bem!
-Pai?!
-Menino Zac, deveria de estar em repouso, ou então já não tem alta segunda-feira! – Thomas disse, tentando a todo o custo que Zac não percebesse coisas que não eram indicadas.
-Nós vamos andado… Foi um prazer Zac! – Disse ela despedindo-se de Zac e do Pai, entrando com Justin para um elevador.
-Espero ver-te em breve! – Ainda gritou Zac. Thomas riu e deu-lhe um leve estalo. – Ela é sua filha, Thomas?
-Sim! Vamos, eu levo-te até ao quarto!
Pelo caminho
-Como se chama? A miúda… - Perguntava Zac antes de se deitar de novo.
-Qual miúda?
-A sua filha, aquela em quem eu fui bater!
-Ah, Sónia…
-Sónia… - Zac ficou pensativo, por momentos poderia jurar que a vira antes. Thomas não ligou, sabia que ele não se iria relembrar de nada – É linda!
-Obrigado… Agora deite-se e descanse!
Quando Thomas ia a sair:
-Pode dar-me o número dela? Conte-me coisas sobre ela! – Pedia Zac.
-Ela não vive em Los Angeles! Estuda artes em Londres, só vem cá de vez em quando, por isso não há motivos para te dar o número dela!
-Quer dizer que ela é irmã da Inês?
-Claro que é Efron! Mas vá, a minha vida não é só responder-te a perguntas! Até logo!
Assim que Thomas saiu do quarto, Zac foi até á janela. Ela estava a sair do hospital com Justin, e olhou para cima, encarando a janela onde Zac estava. Zac acenou-lhe e sorriu, enquanto ela continha as lágrimas e era encaminhada para dentro do carro de Justin.
*****************************
-Não fiques assim Miley… Amanhã ainda a vais ver! – Dizia Nick enquanto abraçava a namorada.
Andavam os dois a dar um passeio por L.A, tinham o resto da manhã para estarem os dois juntos visto que Miley só iria para casa dos pais ao inicio da tarde.
-Ela já não quer saber de nós…
-Não digas isso Smiley… Sabes bem que isso não é verdade!
-Não? Então porque é que nem nos ligas, nem se quer se interessa para saber se nós tamos bem ou não? – Miley parou e olhou Nick nos olhos.
-Hey, hey… Que é isso? – Dizia ele enquanto a abraçava – Sabes que os horarios são diferentes, sabes que a disponibilidade dela agora não é a mesma…

-Mas Nick, ela sempre fora uma das minhas melhores amigas… Lembro-me que antes de nos juntar-mos ao grupo dos “populares” ela sempre esteve connosco ignorando ser popular ou não! Quando eu me mudei para cá ela foi uma das que me deu a mão, e agora é estranho não puder mais contar com ela!
-Mas tu podes sempre contar com ela! E mesmo que não seja com ela, sabes que eu vou estar sempre aqui! Ao teu lado para sempre Miley! – Concluiu ele beijando-a.
**************************
-Então filha, sempre vais de fim-de-semana com o Robert? – Perguntava Isabella a Inês.
-Sim… Em principio… Já só iremos aproveitar o dia de amanhã, mas sempre é melhor do que nada! – Respondeu Inês enquanto fazia as malas.
Isabella sentou-se na cama da filha e olhou-a sorrindo:
-Estás mesmo apaixonado por ele!
Inês sorriu e sentou-se ao lado da mãe:
-Acho que sim! Ele é fantástico!
-Espero que não te enganes… Eu gosto muito do rapaz, o Robert é um excelente vampiro, e parece ser um bom namorado!
-E é! Sabe mãe, ele é o único rapaz com quem eu me vejo daqui a muitos anos casada e com filhos!
-Inês – Isabella mexeu-se um pouco desconfortável com aquele desabafo dela – Tu sabes que como és vampira não podes ter filhos!
-Eu sei isso tudo, mas…
-E quando atingires os 20 anos vais deixar de mudar o teu corpo, ficarás como estiveres para sempre!
-Eu sei mãe, mas eu quero mesmo ser feliz com o Robert! Então porque é que você e o pai me tiveram a mim e á Sónia, visto que também são vampiros?
-Bem, ele era vampiro, eu não!
-Como assim? Um amor impossível?
-Digamos que… Sim, é verdade!
-Humm, muito me conta! – Gozou Inês dando um pequeno encontrão á mãe – Mas eu também só irei ser vampira á seria quando atingir os meus 20 anos, ainda posso ter filhos até lá!
-Inês Montez! Tu tens 18 anos… Não penses em disparates agora!
-Eu quero ser feliz com ele! Se tu foste com o pai, porque não posso eu ser com o Rob?

-Porque eram tempos diferentes, visto o que aconteceu com a Sónia?
-Mas o Zac não era vampiro, ele não pertence á nossa natureza, agora o Robert, ele é o par perfeito para mim! Mãe nós nascemos para ficar juntos! – Levantou-se e sorriu para Isabella – Ele no outro dia pediu-me em casamento na brincadeira claro, mas ele foi muito querido!
-Ai Inês, eu nem sei o que te diga… Tu és doida, só pode! – Isabella deixou a filha sozinha no quarto enquanto pensava no que tinha acabado de ouvir. Inês estava mesmo decidida a ficar com Robert para sempre, e o sempre deles não era um sempre qualquer!
************************
-Sabes, estive a pensar e acho que vou aceitar o convite do Scott! – Dizia Justin enquanto comia um gelado com Sónia num dos cafés mais conhecidos de L.A
-Que convite?
-Aquele de eu gravar um CD, melhor dizendo um EP!
-A serio? Isso seria… Muito bom para ti, um novo passo na tua carreira! – Dizia Sónia abraçando-o.
-Eu sei, é o máximo! Tipo andei a pensar bue, e acho que é um bom risco a correr!
-Eu também acho! A editora onde o Scott trabalha é uma das melhores do mundo, já lançaram bastantes vozes conhecidas, e acho que tu serás o próximo!
-Ah, obrigado! Eu não sou assim tão bom!

-Não é o que as tuas fãs dizem… - Sónia reparou num grupo de raparigas uns aninhos mais novas que eles e leu-lhes os pensamentos. Teve de se conter para não rir! – Tenho a certeza que por elas estavas na cama de cada uma! – Disse no fim de ler-lhes as mentes.
-Ás vezes metes-me medo! – Disse rindo. – Parece que consegues ler mentes… És bue estranha, mas eu gosto disso!
-Sim Justin, continua a atirar-te a mim que eu gosto!
****************************
E então? Gostaram?
Um tal de Zachary Efron… Era esse que esperam ser?
Espero que sim! :p
E hoje ficaram a saber mais uma coisa sobre as manas Montez!
E agora que acham que vai acontecer?
Ideias?
Espero que tenham gostado! :D
É tudo por agora!
Voçês sabem que me adoram e que eu vos adoro!
XoXo Gossip Sonny

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Capitulo 71 – “O número 14 estava sempre lá!”

Hey guys!
What’s up?
Bem, aqui venho em com um novo capitulo…
Aqui vai… Espero que gostem!
Desculpem por nao ter as tipicas minhas cores! :s
**************Capitulo 71 – “O número 14 estava sempre lá!”***************
Justin e Sónia acabavam de chegar a Venice Beach, como ele tinha pedido. Era sem dúvida um local lindo! Mas para Sónia era um local com muitas recordações, a verdade é que aquela praia era a dela e a dos amigos!
-Isto é lindo! – Dizia ele batendo com a porta do carro e subindo para um pequeno muro que havia a dividia a areia da praia da zona urbana de L.A. – Tira-me uma foto! – Sónia sorriu, e levou a mão á bolsa com a máquina fotográfica que tinha trazido.
-Sorri! – Pediu-lhe ela. E assim Justin o fez.
-Bora! – Justin agarrou na mão de Sónia e ambos correram até á beira-mar. – Ah, que bom que é este ar! – Dizia ele respirando fundo a maresia que se sentia no ar.
Sónia sorria enquanto tentava colocar a máquina novamente na bolsinha:
-Vamos dar uma volta?!
-Claro! – Justin começou a caminhar ao lado a Sónia. Tirou os seus ténis, enquanto Sónia caminhava ainda calçada, Justin tirou-os com a intenção de molhar os pés. – Isto é maravilhoso!
-É a minha cidade e basta! – Sónia mostrava-se orgulhosa por estar a mostrar-lhe a sua cidade. Foi quando começou a sentir uma mão a roçar na sua. Justin estava-lhe a tentar causar sensações, mas o coração agora quase gelado dela não estava preparado para assumir uma nova paixão! Continuou a olhar o infinito á sua frente, quando Justin deu um novo passo, deu a mão a Sónia. Ela sorriu, e deixou-se estar. Pelo canto do olho reparou que ele sorria também.
-Deveria ter-te pedido para vir contigo… Mas quis fazer-te uma surpresa!
-É na boa! Acho que precisava de um amigo de Londres para me voltar a levar para lá!
Justin começava a entrelaçar os seus dedos nos dela, e começou a balançar as mãos, aproximando-se mais dela.
-Eu gosto mesmo muito de ti! – Dizia ele sorrindo, continuando sem a olhar.
-Eu também JB! – Sónia olhou-o sorrindo também. É claro que com ele não sentia as mesmas coisas que sentia quando estava com Zac… Lá estava novamente Zac na sua mente! Tinha-o de esquecer! E Justin certamente seria uma grande distracção…
-Ali é o famoso hospital de L.A, não é? – Justin reparava num grande edifício situado do outro lado da rua. – Vamos lá dentro!
Sónia não percebera o grande deslumbramento de Justin por hospitais, talvez por ele ter partido uma perna á pouco tempo e ter conhecido uma enfermeira de jeito é que ele gostava de hospitais, ou tinha sempre a segunda hipótese, ele só queria conhecer todo o que pudesse e mais alguma coisa das cidades que visitava.
-Sim… Queres ir dar uma volta lá por dentro?
-Não podemos…
-Claro que podemos… O meu pai e o meu tio são dois dos médicos mais famosos de L.A, devem de estar em serviço, e diga-se de passagem que não sou nenhuma desconhecida no hospital! – Disse ela rindo – Vá, vamos!
-Espera! – Justin fê-la olhar para ele, e assim tirou-lhe uma foto. – Agora sim, podemos ir!
***************************
Na casa dos Cullen todos se estavam a divertir, já estavam todos em casa, menos Thomas e Carlisle que tal como Sónia previa tinham voltado ao trabalho.
-Bem, está a ser um grande dia, mas é melhor irmos andando… A Sónia ainda deve de demorar! – Dizia Kevin levantando-se.
-Desculpem meninos… Pensávamos que ela não demoraria! - Dizia Esme.
-Nós compreendemos! Nem a avisámos de que viríamos cá! Obrigado pelo lanche senhora Cullen e senhor Montez! – Agradeceu Ashley pegando no seu casaco.
-Voltei quando quiserem!
-São sempre bem-vindos! – O grupo saiu e caminhou até onde tinham deixado os carros.
-É pena não a termos visto hoje! – Miley parecia desiludida.
-Deixa, ainda temos o dia todo de amanhã!
*******************************
Sónia e Justin entravam no hospital, ainda de mãos dadas e assim que foram notados, Sónia não passou mais despercebida:
-Menina Montez! Pensava que estava em Londres! – Dizia uma empregada da recepção enquanto ia até ela e a cumprimentava.
-Olá! Vim fazer uma visitinha! – Disse ela sorrindo. – O meu pai e o meu tio, estão por aí?
-Sim… Chegaram á umas horas atrás! Foram a casa!
-Eu sei, eu tive com eles, mas vim fazer uma visitinha! – Sónia sentiu os olhos das empregadas que falavam com ela irem para Justin que estava a tirar fotos a tudo o quanto podia – É o Justin!

-Nós sabemos menina… Apenas não sabíamos era que ele era seu namorado!
-A menina tem um namorado famoso agora?! – As duas empregadas mostravam um sorriso maroto, enquanto Sónia ficou congelada quando avistou duas pessoas suas muito conhecidas ao fim do corredor.
-Ham, não… Somos amigos! Só isso!
Sonia On
Os senhores Efron! Sim, são eles mesmos! Pensava que o Zac não estava neste hospital, oh pois que estúpida que eu sou, é claro que ele estava aqui. É o melhor hospital, e mais famoso de L.A, já para não falar que o Carlisle e o meu pai disseram que eram os médicos dele, por isso era normal que ele estivesse aqui. Que parva que eu sou!
-Sónia, olá minha querida! – Era impressionante a simpatia de Starla, a mãe de Zac. Talvez ela só estivesse assim comigo, porque ainda não sabia que eu e ele tínhamos acabado e que eu, bem, talvez eu tenha sido a causa do acidente! Senti os braços dela á volta do meu corpo. Á muito tempo que não recebi abraços de familiares de amigos meus, mas este até me soube muito bem!
-Olá Senhora Efron! – Não me sentia á vontade para a chamar pelo nome principal, afinal eu só tinha estado com ela umas 4 ou 5 vezes, nada demais.
-Vieste ver o Zachary?
-Ele está no quarto no 114… Segundo andar! – Os pais dele eram sempre muito prestáveis, mas desta vez preferia não ter recebido esta informação! 114, o 14 estava lá, ou seja o nosso número da sorte, 14, o dia em que nos aproximámos, 14 dias depois começámos a andar… O número 14 estava sempre lá!
-Obrigado, mas não… Quer dizer, eu não vinha visitar o Zac, até porque ele não se lembra de mim, não valia de nada, vim com um amigo meu visitar o meu pai e o meu tio! – Conseguia ouvir os pensamentos de toda a gente ali á minha volta, Justin pensava em tirar a melhor fotografia possível, outros pensavam em ir comer, outros estavam com medo do familiar internado morre-se, eles, os pais de Zachary estavam triste por Zac não se recordar de mim. Isso tocou-me! Não consegui resistir e abracei-a, tentando ser o mais querida possível.
-Oh querida nós pensámos que estava tudo bem! Pensávamos que finalmente ele tinha crescido e encontrado alguém de jeito, tinha logo de lhe acontecer aquilo!
Se vocês soubessem o que ele me fez… Mas bem, SM vamos esquecer isso por um momento!
-É verdade senhora Efron… Mas talvez tenha sido um sinal – Disse ainda nos braços dela.
-Um sinal? – Ouvi o pai de Zac dizer.
-Sim! – Afastei-me de Starla, e olhei-os fingindo um sorriso – Talvez a nossa historia estivesse a ser apenas um erro, e o acidente serviu para finalmente percebermos que não nos devíamos ter envolvido como nos envolvemos! – Foi impossível não perder o meu sorriso. – Mas bem, vou ter com o meu pai!
-Claro linda! – Despedimo-nos e eu fui até ao Justin que continuava a tirar fotos, não sei bem ao quê, mas acho que ele me tinha estado a vigiar com câmara!
-Queres ir conhecer dois dos homens da minha vida? – Perguntei sorrindo.
-Claro! – Justin e eu fomos até ao consultório do meu pai, passaríamos depois pelo do meu tio. Bati ás duas portas, mas não estava lá ninguém. Alguém falou atrás de nós:
-Menina Montez, o seu tio e o seu pai estão lá em cima! Se quiser eu levo-vos lá! – Disse uma enfermeira olhando para nós, enquanto ia com umas folhas nas mãos.
Justin aceitou logo, e quando dei por mim já estávamos no elevador a subir para o segundo piso.
Sónia off
Sónia ia com algum receio de encontrar Zac no corredor, começou a olhar para tudo quanto era quarto, tentava sentir o cheiro de Zac, mas haviam muitas coisas misturadas, não era fácil reconhecer um cheiro em particular.
Finalmente, e sem encontrar pessoas “indesejadas” chegaram onde o pai de Sónia estava.
-Estou a ver que o menino já está melhor… Ossos muito bons! – Ouviram Thomas dizer para um menino que parecia ter feito uma entorse. – Para a próxima vez, vê melhor se não caís a jogar futebol!
-Obrigado Dr Montez! – O menino saiu com a mãe, e Sónia e Justin entraram.
-Olá daddy! – Disse ela indo dar-lhe um abraço.
-Querida, que surpresa agradável! – Olhou Justin por cima do ombro de Sónia e sussurrou-lhe – Quem é aquele?
-É o Justin! – Respondeu-lhe afastando-se e ficando a olhar para o rapaz. – Justin, este é o meu pai, o doutor Thomas Montez! – Disse sorrindo e apontando para o pai.
-Senhor Montez, é um prazer conhece-lo! – Justin tinha a mão a tremer quando cumprimento Thomas, que riu do estado dele.
-Tira o senhor, e trata-me por Thomas!
-Eu vou á casa de banho, ficas bem?
-Vai descansada, que o rapaz não foge! – Thomas sorriu para Justin, enquanto Sónia saiu da sala – Então, como vai a tua carreira?
-Bem…
-E a tua… “amizade” com a Sónia?
-Bem… - Respondeu novamente Justin sem tirar os olhos do chão.
-Oh rapaz, não fiques assim tão nervoso! Espera… Não a vais pedir em casamento pois não?
-Ah claro que não! – Agora sim, Thomas tinha conseguido despertar Justin para a realidade.
No corredor
Sónia ia quase a chegar á casa de banho, quando numa “esquina” de dentro do hospital alguém foi contra a ela.
-Upss, desculpa! Não era minha intenção! – Disse ela sem olhar para a pessoa que estava caída á sua frente com as canadianas ao seu lado.
*******************************
E então? Gostaram? Espero que sim…
Que acham que vai acontecer a seguir?
Quem acham que era a pessoa que foi contra a Sónia?
Como correrá o último dia de Sónia em L.A?
Esperem para ver todo nos próximos capítulos!
Mais outra coisa, muito obrigado pelos comentários que tenho recebido, e um “Olá” especial ás novas leitoras!
É tudo por agora! :D
Voçês sabem que me adoram, e que eu vos adoro!
Xoxo Gossip Sónia