sábado, 15 de maio de 2010

Capitulo 18

Rob off
O dia chegou, e com ele novas aventuras seguiam para o último dia de descanso para os alunos do colégio.
-Bem hoje vai ser o inicio de uma nova “vida” para a nossa Sónia!
-É isso mesmo…
-Miúda pronta?
-Não sei…
-É claro que está! – Disse Inês agarrando na mão da irmã, mostrando a força que lhe estava a passar.
-Podes parar com essas vibrações? Já estou a ficar mais nervosa…
-Não é preciso… Tens de cumprir o que dizemos, e não te vais magoar!
-Ok, mas mete medo… Sei lá se vou ficar na boa! Sei lá se me vou lembrar do que era antes!
-SÓNIA!?
-Hey olha os gritinhos, loirinha!
-Não me digas que não te lembras de como foi comigo?
-Sim, mas…
-Mas nada… Pensa apenas no jogo de xadrez!
-Hãn? Que tem isso a ver?
-A Inês quer dizer que agora podes ser a peça mais fraca, ou seja um Pião, mas depois de transformada serás a mais forte, o rei, neste caso a rainha! – Explicou o pai delas.
-Hummm… Ok! – Disse ela indiferente á explicação científica do pai. – E quando é que podemos fazer isto? Agora?
-Mas que pressa…
-Quando mais rápido, melhor! Fico já despachada!
-Ela não sabe mesmo o que diz pois não?
-Claro que sei, o “Chico esperto”!
-Não, não sabes… Miúda tu vais ser como uma princesa para nós, os vampiros! Vais ser temida e apetecida, tal como a Inês, mas tu serás ainda mais! Vais ser a mais forte, mais rápida, mais linda, mais tudo!
-Isso agrada-me! – Disse Sónia irónica!
-Não brinques!
-Mas não são só coisas boas que vão acontecer!
-Pois, bem me parecia, tanta coisa boa junta tinha de vir com muitas consequências!
-Não é consequências, mas, tipo, como vais ser a mais forte vais ser tambem a que mais inimigos vais ter. Por isso tens de ter as noções básicas de um vampiro!
-Onde posso comprar esse livro?
-Lol… Isso aprendesse com os melhores…
-Como eu! – Interrompeu Emmett!
-Meninos vamos lá deixar-nos de brincadeiras! – Impôs Carlisle o respeito.
-Desculpe lá! A menina é que começou…
-Ok, deixei lá isso… Olhei, encontramo-nos no átrio subterrâneo daqui a 15 minutos! Dá para comerem e arranjarem-se!
-Ok…
E assim foi. Foram todos menos as manas para o tal átrio.
Inês on
Sinto as vibrações da Sónia! Ela está mesmo muito nervosa… Eu tambem, mas eu já estou quase no final… Nem sei bem se hoje vai ser mesmo a minha transformação se não!
Logo se vê!
Espero que a Sónia mostre a força de que é feita!
Inês off
Sónia on
É hoje… O inicio de mais uma grande aventura aqui para a menina popular do colégio! :P
Não deve ser preciso arranjar-me de uma maneira especial, certo? Bem, não quero saber… Vou normalmente! O que significa que os meus ténis tem de ir (Sou viciada em Ténis) …
*******************************
Depois de preparada fui comer alguma coisa… Não tinha grande fome, mas sempre fui comer!
Agora sim, posso ir morrer… Quer dizer… Reviver noutra vida!
*********************************
Comentem!!!!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Capitulo 17

Zac on
Bem, a tarde passou rápido… Agora estou a conduzir para a casa da Van, e a pensar que muitas coisas este fim-de-semana vão mudar! (Coitado nem sabe o quanto, não é malta?) parei o carro e fui então até á porta da casa dela, toquei á campainha e quem me veio abrir a porta foi a mãe da Vanessa.
-Boa noite Sr.ª Hudgens! Venho buscar a sua filha para irmos jantar!
-Oh… Zac… Já nos conhecemos á tanto tempo, porque não tiras essa Sr.ª Hudgens e me tratas por Gina?!
-Ok… Gina a sua filha está pronta?
-Acho que sim… Mas deixa-me dizer-te que é um enorme prazer ter-te como namorado dela, és um excelente cavalheiro, sei que não a vais fazer sofrer! – Estão a ver porque não posso andar com a miúda mimada?
-Isso nunca me passou pela cabeça… Nem a vou magoar! Nunca!
-É disso que gosto em ti!
Mas será que vou conseguir resistir muito mais tempo a isto tudo? Acho que vou mesmo… UAU!
-Boa noite Zac! – É mesmo um amor!!!!!
-Boa noite… - Fui até ela e beijei-a, depois trouxe-a pela mão e despedi-me da sua mãe – Boa noite Gina! Não voltaremos tarde!
-Claro que não, confio em vocês!

Zac off
Sónia on
Esta pode ser a minha última noite como a humana Sónia! Nem sei no que me vou transformar ao certo, mas nunca vou mudar, por dentro serei internamente eu!
-Sónia podes emprestar-me o teu casaco branco? – Era a Inês, como sempre interrompe os meus pensamentos!
-Podes vir cá buscá-lo! – Disse na mente.
Passados uns minutos, Inês, entrou no meu quarto e foi direita ao roupeiro de onde tirou de lá o tal casaco. Não falámos, apenas olhei para ela ao ver se lhe ficava bem com a roupa que usava.
-Sim, estás linda! – Disse-lhe sorrindo!
-Obrigado! – Respondeu da mesma forma.
-Vais sair?
-Sim, é a única noite que posso estar livre de tudo! Queres vir?
-Não, sabes que não gosto muito disso!
-Pois… Bem vou andando, pode ser que encontre o Pattinson por lá! – Virou-se então para mim – Mas duvido muito! Adeus e dorme bem!
Caminhou para a porta, mas antes de sair:
-Inês! – Chamei-a.
-Sim…
-Dói muito?
Ela voltou a fechar a porta e ajoelhou-se perto de mim:
-Um pouco sim… Mas em tudo na vida pode custar um pouco! Depois ficarás melhor, assim como eu!
-Tenho medo…
-Vou estar lá, se te magoarei eu própria os vou parar! – Deu-me um beijinho na testa e saiu!
Fiquei a pensar nas suas palavras a noite toda. Sabia que ela era a minha protectora e nunca me deixaria magoarem-me. Voltei para a cama, peguei num livro e comecei a ler. Mas não demorei muito até adormecer…

Sónia off
Inês on
Bem aqui a noite está agitada, tal como gosto! Deixei o casaco e a carteira á entrada, com o segurança de sempre. Já me conhece, bem!
-Por aqui miúda! – Disse ele assim que me viu.
-Já sabes como é, Sábado á noite é para bombar! – Disse enquanto lhe dava um beijinho e um abraço.
Depois de lhe dar as coisas:
-Diverte-te!
-Depois vai ter comigo para nos divertirmos um pouco, bebermos um copo…
-Quando o meu turno acabar, daqui a uma horinha! Vemo-nos depois loirinha!
-Tchau…
Entrei e fui logo ao balcão:
-O mesmo de sempre… - Disse.
-É para já!
Como sou presença habitual aqui, já é fácil saberem o que quero! Voltei-me para a pista de dança, e só via corpos a balançarem-se por todo o lado, casais a beijarem-se e o DJ a divertir-se bastante.
-Aqui está Montez…
-Obrigado! – Agarrei no copo e levei-o á boca. Depois de dar o meu primeiro “beijo” no copo, fui então para a pista de dança.
Dancei bastante… Estava sozinha, o que chamava a atenção dos rapazes solteiros que por ali estavam! Alguns bem giros, já outros… é melhor não falar muito!
O “meu” segurança apareceu lá e dançamos os dois… A noite estava a ser linda, até que:
-Temos uma mega surpresa! Hoje, vamos ter, noite de Karaoke!! – Todos começaram a gritar e a bater palmas. Correram todos para cantar, mas depois de terem acalmado mais, e cantado muito mal (alguns) decidi ir eu!
-Meu posso? – Perguntei.
-Claro… Que vais cantar?
-Deixa isso comigo, já vais perceber! – Agarrei no microfone – Boa noite… Daqui é Inês e vou meter esta gente a desejar ouvir-me mais uma vez! – Disse a rir. Sabia que eles amavam pessoas assim, como eu, sem medos e muito malucas! Imaginei qual foi a música que fui cantar? In My Head, do Jason Derulo… Amo simplesmente o rapaz! Enquanto cantava, fui tambem de novo para a pista de dança, e comecei de novo a dançar. O “meu” segurança dançava bastante bem, mas foi então que um rapaz me despertou a atenção. Estava ao balcão a olhar-me, e parecia mesmo ele! Não parei de cantar, e a meio da música abri caminho até ele. E era mesmo o Pattinson… Tentei “puxa-lo” para dançar… Depois tentei dançar á sua frente e aí não resistiu… Agarrou-me e começamos a dançar… As suas mãos a tocarem-me, aquele toque, deixava-me cada vez mais louca por ele! No final da música (Porque é que tudo têm de ter um final?) ele fez aquele passo muito conhecido. Aquele de quase deixar a rapariga cair, mas agarrá-la mesmo antes de chegar ao chão. Aí sim, tive a certeza de que ainda o ia beijar… E que era naquele momento! Mas, como disse no final da música, assim que acabámos o espectáculo ele saiu a correr, deixando apenas o seu olhar misterioso e o seu sorriso mágico! Queria ir atrás dele, mas logo depois empurraram-me de novo para o meio da pista.
-CANTA! CANTA! CANTA! – Ouvia eu de todos os lados, tentei olhar sobre aqueles que me pediam para cantar, mas já tinha desaparecido há muito!
-Bem… Vou ter de ir… Desculpem! – Fui a correr, e o segurança veio atrás de mim.
-Estás bem? Foste magnífica!
-E ele?
-Ele? Ele quem? Dançaste com tantos, que nem sei de quem estás a falar!
-Dancei com tantos? O que estás a dizer? O Robert, o rapaz dos olhos verdes cor de topázio liquido!
-Inês não bebes mais nada hoje! Vai mas é para casa… Melhor, vou-te levar!
E assim foi… Em todo o caminho, não disse nada, sabia que tinha dançado com ele. Senti-o… Era impossível… Não posso ter “sonhado” enquanto dançava e cantava com outros!
-Chegámos… - Disse ele ao parar em frente á minha mansão.
-Obrigado por me trazeres! – Disse a sorrir.
-Sempre às ordens! – Sai do carro e encaminhei-me para a porta.
Sentia que me estavam a ver, mas não liguei, deveria ser um cão. Mas foi então que ouvi um barulho nos arbustos.
-Quem está aí? – Perguntei. Mas ninguém me respondeu, como é óbvio! Não deve ser nada. Concentrei-me a ir para o meu quarto e a deixar de pensar em coisas estranhas!

Inês off
Rob on
Não deveria ter feito isto, mas não consegui resistir. Ainda por cima, como já tinha bebido poderia ser que ela percebesse que não passava de um sonho! Mas saiu tudo ao contrário. Consegui esconder-me de todos, menos dela. E agora que aqui estou, nem consigo parar de pensar na noite que passei a dançar com ela!
Rob off
************************************************
Como pediram, aqui está!!! Comentarios, nao esqueçer! beijos :P

Capitulo 16

Van on
É bom andar assim… Mas tem de ser com uma pessoa que realmente goste de nós e de quem realmente nós gostamos! Devem de estar a pensar porque estou a pensar nisto enquanto estou com o rapaz mais tudo do mundo ao meu lado de mãos dadas, pois mas é esta a verdade! Querem uma bomba? Então é assim… Acho que vou acabar com o Zac! (Ohhhh… :P) Eu sei que devem estar a achar isto estranho, pois nós andamos muito bem, temos gostos em comum, temos amigos em comum, temos riqueza e fama em comum… E essas cenas todas em comum…. Mas pensei lá comigo! Desde quando não temos uma noite SÓ nossa? Eu sei que ele me convidou para sair esta noite, mas vamos só jantar, talvez ver um filme e depois vamos voltar para as nossas casas. Não vai acontecer mais nada… E queria que acontecesse! Há tanto tempo que não me sinto bem como antes ao seu lado… Não sinto aquele carinho especial que antes tínhamos e todos invejavam! Agora só penso que este carinho já não me pertence… Sinto-me… Não é mal, mas tambem não é bem ao seu lado! Sinto-me estranha! Mas agora que já sabem a bomba e que já devem ter reparado que desabafei muito vamos voltar ao presente!
-Então esta noite vai ser só nossa?
-Claro Vanessa… Vamos jantar, ir ao cinema e depois vou levar-te á porta! – O que é que ele disse? Acho que ganhei o Jackpot!
-Hummm, vai ser interessante! Espero que nos divertimos!
-Claro que sim…

Van off
Sónia on
Tão bom estar em casa… Bem vou voltar para a sala, devem de estar á minha espera!
-Voltei! – Disse ao descer o último degrau.
-Estávamos mesmo á tua espera…
-Que cara Carlisle! Fiz algo coisa de mal?
-Não pequenina! Só que temos um grande problema!
-Digam…
-É assim… Deveste de lembrar do pacto que nós fizemos quando saímos de Volterra!
-Bem, eu ainda não era nascida! – Disse a sorrir.
-Pois, mas já te contamos… - Não sei do que falam - … Aquela história de que todos os filhos de Vampiros tem de ser, obrigatória, transformados em vampiros!
-Há sim… Já me lembro!
-Pois… A tua irmã já está a metade da transformação! Mas tu nem ainda tiveste sintomas!
-Aí é que se enganam! – Ouvi sair da boca de Inês.
-O quê?
-Inês não… - Mas não iria servir de nada, ela está a aproximar-se de nós, e com a sua cara de certeza que iria contar tudo!
-Desculpa Sónia, mas é para o teu bem! – Depois virou-se para eles e começou a contar tudo, desde a minha primeira crise, até á ultima bem recente ainda nos meus pulsos!
-Porque não nos disseram nada?
-A Alice e a Daniela estavam lá, poderiam ter-vos ajudado!
-Peço imensa desculpa… Sou mais velha que ela e já passei por isto, pensava que a iria conseguir controlar, mas não fui capaz…
-Pelo menos estão as duas óptimas! É o que interessa…
-Pois, mas nada vai apagar o que vejo, e o que sinto, quando ela está manchada de sangue por tudo o lado, e quando sinto que ela está mal! Nada me vai fazer parar de sentir o que sinto… Que tenho de a proteger para sempre… E cada vez que isto acontece sinto-me a pessoa mais fraca que pode existir porque sei que ela está a sofrer e não consigo fazer isso parar! – A Inês estava emocionada por dizer isto, consigo ver através da nossa ligação…
-Mana… Tu nunca vais ser fraca… Eu é que sou… Não consigo nem manter-me segura, quanto mais manter-te segura a ti! – As atenções vieram para mim, e senti-me a corar. Depois baixei a cabeça, mas senti uma aragem fresca a correr pela divisão da casa e senti os seus braços a apertar-me! Não, não eram os de Zac, ou os de um rapaz, mas tambem não era os de Ash ou de uma simples melhor amigar, eram os da minha maninha! A minha protectora!

Sónia off
-Digam lá que as nossas filhas não são as mais queridas, e depois falamos! – Disse Thomas.
-Quanto a isso não há mesmo dúvida! Mas vamos lá voltar ao assunto… Se ela já teve essas ditas “crises” então já está pronta para a primeira fase!
Sónia olhou para Carlisle que ao acabar de dizer aquilo parecia crer uma resposta sua…
-É isso que queres, certo?
Sónia não sabia o que responder… Fez sinal para Inês não se meter nos seus pensamentos. E assim foi… Mas ela nem sabia no que pensar… Por um lado sabia que aquele iria ser o seu destino. Alice já o tinha visto antes… Mas por outro… Iria ter de perder todos os que ama no colégio! Iria vê-los a morrer!
-Sei no que deves estar a pensar… Todos nós o sentimos… E não… Não vais perder todos! Tudo depende de ti querida! – Agora falava Esme.
-Eu sei… E é o que quero!
-Isso é um sim?
-Sim… Façam-no se tem mesmo de ser… Não quero arranjar confusões para ninguém com as minhas escolhas!
-Obrigado querida… E a verdade é que isto iria acontecer… A Alice viu mesmo vocês as duas a serem transformadas!
-Mas disseram que o destino poderia ser mudado?!
-Sónia já fizeste a escolha… Amanhã vai ser o inicio da tua nova vida!

Sónia on
Mas cedo ou mais tarde isto iria acontecer, mas pensava que só iria acontecer quando fosse maior! Depois de me explicarem tudo, percebi que já tenho uns genes de vampira dentro de mim. Que quando tiver 18 anos vou ficar igual para sempre. Que posso comer tudo o que os humanos normais comem, mas no inicio pode-me fazer um pouco mal! Que posso andar ao sol… Dizendo melhor posso ser uma humana como os outros, porque eu e a Inês somos diferentes dos vampiros que conhecem! Só que ao contrário dos humanos, tenho a necessidade de beber sangue e tenho muitos super-poderes!
-Só isso? – Perguntei no fim.
-Querias mais?
-Pensava que poderia ser a próxima heroína da historia do mundo!
-Não queres morrer assim que sejas transformada pois não?
-Claro que não…
-Então deixa de ler banda desenhada!
-Emmett adoro-te mesmo! – Disse sorrindo em forma de gozo.

Sónia off
Zac on
*************************************
Obrigado pelos cometarios... E "Anonimo" estou mesmo a gostar de ti! Continua a ler, tu e TODOS!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Capitulo 15

Oláaaaaa.... Bem não sei quem é o "Anónimo" mas gostei.... Bigado!!! :P E Sonya, adoro-te miuda!!!

********************************************
A semana foi passada entre aulas, quarto, e saídas com as outras vampiras.
-Meninos… Quero que aproveitem este fim-de-semana para descansarem e para refrescarem as ideias!
-Não comece já com isso Director! – Dizia Kevin.
-Menino Jonas… Pode ser o início do segundo período… Mas vai passar a correr. Daqui a pouco estamos no final do ano! – O director não acabou a sua estratégia, pois um carro amarelo chegou a alta velocidade.

-Peço muita desculpa em ter interrompido… Mas viemos buscar as meninas Montez! – Disse Alice ao abrir o vidro, pois não era lá muito aconselhável andar por ali ao sol, mesmo que já estivesse bastante vestida.
Zac On
Mas quem é esta rapariga? Pensa que só por ser amiga da Sónia pode entrar aqui assim? Nem eu posso sair a esta velocidade, quanto mais ela.
Este mundo está mesmo perdido!

Zac off
Ash on
Nem acredito que a Sónia tem amigos tão ricos! Podiam-me dar algum carrinho destes?
Ash off
-Mais uma vez peço muita desculpa… Mas gostaríamos de as levar! – Disse mais uma vez Alice mostrando o sorriso que muitas vezes é descrito como um cintilar de um espanta espíritos!
-Ok… Vão lá de fim-de-semana! – Disse por fim o director dando ordem de saída a todos para dois dias longe do colégio. Todos se despediram, as manas despediram-se dos amigos e entraram no carro de Alice.
-Vamos então para o nosso lar! – Disse Alice a rir.
A viagem até á casa Cullen foi muito divertida, as 4 cantavam, riam, e brincavam como se fossem 4 pessoas normais!
Passadas umas 2 horas de viagem, finalmente tinham chegado.
Tiraram as malas, e entraram em casa:
-Finalmente temos de novo as nossas miúdas juntas! – Disseram Thomas e Isabella, os pais das manas.
-Pai olha lá os filmes! – Disse Inês a rir, depois de receber um grande abraço. Já Sónia depois de abraçar os pais, abraçou os seus outros “familiares”.
-Pequenina como é possível cada vez estares maior? – Perguntava Emmett Cullen ao abraçar Sónia e rodopia-la pelo ar.

-E como é possível cada vez estares mais forte? – Respondeu Sónia á mesma com uma pergunta.
Já Inês cumprimentou-os a todos.
-Bem… Vamos até ao nosso quarto… Já voltamos!
-Meninas esperem… - Chamou-as Carlisle.
Elas voltaram-se para trás e desceram uns quantos degraus da escada que já tinham subido - … Como já estão mais crescidas, decidimos fazer-vos um quarto privado, um para cada uma.
-Já não era sem tempo! – Resmungou Inês.
-Achámos que não era justo… Todos nós temos quartos privados e vocês não teriam?
-Obrigado Carlisle.
-Agora já podem ir!

Sónia on
A minha família é o máximo… Bem a minha família são só a Inês e os meus pais. Mas os Cullen tambem fazem parte dela, já que depois dos meus pais saírem dos Volturi vieram para cá. Digo vieram porque ainda não era nascida, apenas Inês… Que quando tiver 18 anos a sua aparecia vai ficar para sempre igual!
Bem mas isso agora não interessa nada… Vamos mas é arrumar o resto das coisas.

Sónia off
Inês on
O meu quarto novo é tão lindo!!! Por falar em lindo, sinto falta do lindão que descobri no outro dia no colégio. Nunca mais me esqueço dele… Robert Pattinson! Ai ai… É mesmo pena não saber nada sobre ele, só o nome!
Inês off
-Daqui a pouco a Sónia vai ter mesmo de ser transformada! – Falavam Carlisle e os outros na sala de estar.
-São nossas filhas e não queríamos que isto tivesse de acontecer!
-Mas é para o bem delas!
-Nós sabemos mas vai ser muito complicado!
-Quem gostariam que o fizesse?
-Nós próprios!
-Isabella, nós não estamos tão preparados para fazer uma transformação como eles. Deveríamos deixar isto com eles!
-Tens razão… Seja como for isto mais cedo ou mais tarde tinha de acontecer!
-A Inês já está mais perto do que a Sónia… Mas tambem já está metade metade! Só mais uma mordidela e vai ser mesmo “nossa”!
-Já a Sónia… Temos de ter bastante cuidado, ela é o tesouro da nossa espécie… Dizendo melhor são as duas! – Disse Esme.
-Mas a Sónia é mais nova, nem metade da sua transformação já está feita! E não sei se não vou ser eu a fazer essa primeira parte… - Começou por ameaçar Jasper - … É-me tão difícil resistir ao seu cheiro doce! Cada vez que a vejo só me apetece morde-la!
-Calma amor… Não lhe vais fazer nada! Acredita em mim! – Disse Alice a olhar para ele.
-Pois Jasper… Daqui a pouco já não vais sentir essa vontade de as matar… Até porque estamos a pensar em fazer isso mais cedo do que pensam.
-Prometemos as Volturi que as nossas filhas seriam das nossas, temos de manter esse pacto selado!

Zac on
Ainda agora a vi e já tenho saudades dela… É especial… Não sei porque… Estou aqui a dar voltas á praia e nem sei porque! Mas pronto…
-Amor que bom ver-te por aqui! – Oh a Vanessa… Parei e olhei para a bela morena que tinha á minha frente. – Pensava que não te veria este fim-de-semana! – Beijou-me e eu quase que nem tinha tempo para lhe corresponder.
-Pois… Decidi vir dar uma volta! Os meus pais não estão em casa hoje!
-Boa… Então podemos ir dar uma volta, juntos? – É mesmo pena não conseguir resistir a uma miúda destas!
-Van… Bem…
-Oh se não poderes é na boa! Compreendo! – Isso não, é golpe baixo…
-E se formos dar uma volta e á noite apanho-te ás 20 para jantarmos?
-Ok… Combinado! – E assim fomos. Há muito tempo que não andava de mãos dadas com a V , a passear, fora da escola.

Zac off
Van on
**************************************
Nao se esqueçam de comentar!!! Beijos

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Capitulo 14

Alice on
-O Carlisle (Cullen) mandou-me vir avisar-vos de que não estariam sós… Mas depois de ter a minha visão pedi para vir mais cedo… O que fez com que pesquisasse-mos melhor o colégio onde andavam… - Tentava eu explicar, mas fui interrompida por Sónia:
-Mas já o tinham feito, quando os nossos pais nos puseram cá!
-Sim, isso é verdade! Mas o mundo muda a todos os segundos, e tínhamos de ver como isto estava!
-E o que perceberam? Já sei que andam outros “seres” por cá, mas estamos a salvo? – Desta vez foi a Inês que me interrompeu, era bom perceber que já tinham crescido. Não só em termos físicos, mas sim tambem na mente!
-Esses “estamos a salvo”, lá isso estão. Mas se derem um passo em falso, nem que seja só um movimento podem levar a que descubram o que são! E aí tem de mudar de novo para perto de nós!
-Isso agora não dava jeito nenhum!
-Pois… Então vejam bem como se comportam nos próximos tempos. Pelo menos, nem que seja só até percebermos o que são mesmo esses “seres estranhos”!
-Mas ainda não sabem?
-Não… Estamos aqui mesmo para tentar perceber!
-Estamos? – Esqueci-me que só a Sónia sabia que tinha aqui uma amiga.
-Sim, estamos… Eu e uma amiga, a actriz Daniela Ruah!
-O que? A Daniela… A verdadeira Daniela está cá? – Bem nunca pensei que a Inês pudesse ser assim tão histérica, mas a verdade é que foi!
-Sim, ela não é só actriz… Tem um currículo invejável, tanto como actriz como agente secreta, e essas coisas! Já a conhecemos á anos, até já nos fez grandes favores e nos ajudou muito! Mas agora juntou-se finalmente a nós!
-É vampira?
-Não… Que pergunta! Simplesmente nos ajuda muito mais agora! Agora faz parte da nossa família!
-Deixa-me adivinhar a Rosalie não gostou nada dela, nem da ideia de ela se juntar aos Cullen! – A Inês dizia isto com uma certa ironia, mas ela sabia o que estava a dizer. As manas Montez nunca foram muito bem aceites pela minha irmã, agora a Rosalie já começa a gostar mais delas. Mas lembro-me de quando os pais as levaram lá pela primeira vez. Lembro-me como se estivesse a acontecer agora. Já tinham um brilho e uma beleza fora do normal! A Inês como era a mais velha, naquela altura deveria ter uns 5 anos, adorava estar com a mãe e com as pessoas mais velhas. Naquele dia só esteve com os nossos pais e com os dela. Já a Sónia, com 4 anos, sempre gostou mais de estar connosco. Daquela altura já eu, os meus irmãos, os meus pais e os delas éramos assim, mas a Sónia teve sempre uma adoração por todos nós! Enquanto a Inês ficava com os nossos pais, a Sónia andava a brincar connosco, e eu desde sempre que as adoro, são queridas e lindas. Mas a Rosalie sentia-se bastante “ameaçada”. Antes de entrarem no nosso clã, ela era mesmo a mais linda, e continua a ser, mas agora sente-se um pouco menos bonita, embora as Montez quase nunca estejam connosco, só nas férias e nos fim-de-semana quando vão ter com os pais e connosco já que somos a família delas.
-Até pelo contrario… A Rosalie adorou-a, dão-se lindamente. Até acho que agora são melhores amigas! – Disse a rir. Repentinamente ouvi um toque. – Vão para as aulas! Vou continuar por estes lados com a Daniela.
-E nós?
-Podemos faltar hoje, vamos estar convosco!
-Meninas… Tem muito tempo para estarem connosco aos fins-de-semana!
- Depois vamos juntas?
-Sim, claro… Vou ficar por cá a proteger-vos e tambem a investigar! Agora não cheguem atrasadas!
-Ok! – A Inês saiu. Sentia ir a correr.
-Alice… - Ouvi antes de sair de novo pela janela, virei-me e por momentos voltei a lembrar-me e a ver a típica miudinha que adoro, sem pressões sem nada de estranho, simplesmente a Sónia.
-Diz pequena!
-Porque é que não te matriculas na escola?
-Seria complicado…
-Mas…
-Vou indo e tu faz o mesmo!
-Alice… - Voltou a chamar-me! - … Adoro-te muito!
Sorri e sai, ela fez o mesmo e assim foi de novo para as aulas!

Alice off
Inês on
Estou preocupada! Desde que nos mudámos que parece que estamos seguras aqui! Mas e agora? O que vai acontecer, se nos descobrirem? Não sei quem são esses “seres” de que Alice fala, nem sei se são do bem ou do mal! Só sei que tenho de proteger a minha irmã, tenho esse direito e dever… Nem que acabe mal! Mas ela não vai morrer… Juro pela minha vida!
Inês off
Inês está decidida em proteger para sempre a sua irmã mais nova, nem que para isso ela própria sofra até mesmo acabar por morrer… Será que vai ser tudo assim tão difícil como todos pensam? Alice e Daniela estão lá para as protegerem, e com os Cullen e os Montez atentos tudo será mais fácil!
O dia passou… Depois passou tambem a semana. Nada de novo aconteceu depois do beijo entre Zac e Sónia, e nem nada se passou depois de perceberem que não eram as únicas a serem seres estranhos naquele colégio. Durante o resto da semana, muitas foram as visitas de Daniela e Alice, que se estavam a mostrar ainda mais amigas das manas do que já eram! Ninguém sabia o que eram, ninguém desconfiava se quer… Saiam muitas vezes á noite… Por momentos Sónia e Inês distanciavam-se do grupo de amigos de sempre e mostravam que não “pertenciam” aquele mesmo mundo deles!

*****************************************
Tou triste nao tenho comentarios! :(
Beijos

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Capitulo 13

Zac on
-Zac que fazes aqui?
-Porque faltas-te á aula?
-Ashley, Inês?! Bem… Aconteceu uma coisa… E roubou-me o tempo tudo! Nem dei pela aula…
-Mas que se passou? Alguma coisa de grave?
-Inês vai ver como está a Sónia, por favor! – Estou mesmo preocupado, saiu daqui a correr de uma maneira, e eu não beijo mal, pelo menos ganhei sempre o prémio de melhor beijo!
-A Sónia? Que se passou? O que viste?
-Bem… Vai ter com ela! Por favor!
-Volto já… - E assim saiu a outra Montez!
-Efron, Efron, Efron… Conta á tua BFF o que se passou!
-Beijámo-nos!
-O que? Beijaste quem?
-Cala-te! Queres que a Van saiba? Eu e a Sónia, parecia um conto de fadas!
-Conta tudo! – Fomos andando pelo colégio, até lá fora, passámos logo para a parte de trás do colégio, onde nos sentámos.
-Bem, estávamos a discutir, como sempre…
-Que novidade!
-Mas depois, ela gritou comigo, eu agarrei-a…
-Agarraste-a?
- Sim… E aproximei-me mais dela, sentia a sua magia no ar! A rondar-nos, e acabou por acontecer! Nem sei como, mas parece que já tudo estava traçado e que nós simplesmente tínhamos de seguir aquele caminho!
-Oh tão romântico! Tão lindo… Mas então! Não percebo! Vocês nem se podiam ver, como é que…
-É por isso que digo que é estranho! Mas ontem por pouco que não acontecia isto, mas umas amigas interromperam-nos, hoje é que foi!
-E porque disseste aquilo á Inês?
-A Sónia saiu a correr, interrompeu o beijo, não percebi nada! Coisas de Sónia! – O meu sorriso de certeza que era estúpido, mas estava feliz!
-Quem me dera que eu e o Rob fizéssemos o mesmo!
-Lol… Agora não digas a ninguém, muito menos á V!
-Na boa! E como é que vais justificar a falta?
-Digo que não estava muito bem-disposto! É fácil…
-Só tu!
-Vamos?
-Sim…
E assim fomos… Como será que está a Sónia?


Zac off
Inês on
Tenho tanto medo que ela tenha feito alguma coisa de novo! Procurei-a por todo o lado e nada… Nem sinal dela! Falta o quarto… Esqueci-me por completo da nossa ligação! Poderia ter visto o que se passava! Ainda vou a tento!
********************************
OMG tantas borboletas, rosas, coisas azuis, tantos… Beijos? Que esquisitos andam estes pensamentos… Nem lhe vou dizer nada… Anda muito querida a minha menina! (Nem sabe ela o quanto! Não é malta?) A porta está fechada? Mas…
-Sónia estás aí? – Comecei a tomar mais atenção aos seus pensamentos e deixei os sentimentos, ouvi uma cena do género:

“-Then she says Te Amo
Then she put her hand around me waist
I told her no,
She cried Te Amo
Told her I'm nah guh run away
But let me go
My soul hears her a Cry, without asking why
I said Te Amo, wish somebody tell me what she said
Don't it mean I love you
Think it means I love you
Don't it mean I love you”
Háá está a ouvir música, nem vale a pena tentar chamá-la!
Onde é que anda a minha chave? Oh que desastrada:
-Toma! – Era ELE.
-O…Obri…Obrigado! – Nem acredito que gaguejei!
-De nada! Para a próxima toma mais cuidado! Poderia ser um gatuno!
Gatuno de corações, sim és! Ele riu sem mais nem menos:
-Que foi?
-Nada… És estranha! Tens muitas coisas…
-Han?
-Nada, nada… Então… Hummm… Posso ajudar-te em alguma coisa?
-Bem, sim… A minha irmã fechou-se no quarto! Deve de estar com os fones nos ouvidos, não consigo abrir a porta! Poderias ajudar-me? – Sorri, com o sorriso mais sensual que podia imaginar.
-Deixa-me cá ver! Bem… E que tal a chave? – Desatou a rir de novo.
-Oh tolo! Não sei dela! Devo tê-la deixado lá dentro! – Disse dando-lhe um murro leve no ombro. – Andas na musculação?
-Não… Bem posso tentar?
-Claro! – Ele tirou o casaco, e colocou-o em cima de mim, depois encostou-se á porta e com a mão no puxador deu um leve toque e a porta abriu-se como se tivesse usado a chave. – Obrigado pela segunda vez! – Dei-lhe o casaco e entrei, mas antes de fechar a porta – Como te chamas mesmo?
-Pattinson! – Disse de novo.
-Primeiro nome?
-Robert… Mas trata-me por Pattinson!
-Claro! – Fechei a porta, e encostei-me a ela, aquele olhar, aquele riso, aqueles músculos… Bem, mas o que interessa é que ela está aqui, e a dormir! – Mana?! Acorda… Vamos ter aulas!
-Só mais um beijo…
-Um beijo? – O que está ela a dizer… Ao entrar de novo na sua mente, vi uma imagem que parecia mais um filme romântico (Era o episodio do beijo).
-Zac amo-te!
-SÓNIA MONTEZ! – Gritei, depois de ver aquela cena e sentir-me enjoada. Como é que dois inimigos podem ser tão românticos e ter tanto doce á mistura?
-Hãn? Zac? Inês? Onde estou? – Ela estava definitivamente em estado de choque, acordar com um gritinho meu não é das melhores maneiras que ela mais gosta de acordar.
-Beijas-te e amas o Zac, e não me dizias nada?
-Claro que não… Isso não aconteceu!
-Não mintas! Eu vi tudo! – Disse apontando para a minha cabeça.
-Então porque perguntas-te? – Ela levantou-se, colocou o peluche na cama e os fones ao lado, depois dançou e rodopiou pelo quarto como se voltasse a ser aquela menina de sempre, sem pressões e mega feliz como era quando tinha 5 anos! Senti-me bem ao seu lado, não é que não me sinta sempre, mas desta vez foi especial! Ela estava de novo apaixonada! Há muito tempo que não acontecia aquele fenómeno da natureza da menina Sónia!
-É bom ver-te de novo in love! – Disse a rir dela.
-Finalmente posso admitir que o amo… AMO-O! – Gritou ela, mas com a euforia nem reparou que estava um caderno no chão, onde tropeçou e acabou por cair
- Estás bem? – Ela levantou-se toda enleada nuns fios que lá estavam, o que meteu ainda mais piada, e sorriu como a nossa amiga Demi.
- Nunca estive tão bem! – Foi então que reparei nos seus pulsos, uma mancha vermelha saia da sua ligadura.
- Mana, cortaste-te de novo?
-Claro que não, estou tão feliz!
-Então olha para o teu pulso! – Assim o fez.
-Deve ter sido ele!
-Como assim?
-Viste que ele me agarrava antes do beijo?
-Sim, claro…
-Ele deve ter esforçado de mais e abriu de novo os traços!
-Então vamos lá curar de novo…
E assim o fizemos, a verdade é que os golpes estavam muito melhores, aquilo deveria ser ainda do outro dia, ou então o milagre do amor existe mesmo!
-Mana hora do almoço… Significa que temos de ir comer! – Disse ela ainda a rir.
-Há pois… Agora já tem fome?
-Sim, muita!
Quando íamos a sair, alguém nos entra pela janela (Atenção fica sempre aberta para os amigos do “ar” entrarem!).
-Alice? Que fazes aqui? – Perguntei ao abraçá-la! Tinha tantas saudades dela.
-Pensava que precisavas de mim… Vi a menina do lado a cortar-se! Pensei que tinha morrido!
-Achas que a deixava matar-se?
-Sei lá… As duas sozinhas aqui no meio de tantos humanos, e… - Calou-se rapidamente. Parecia que sabia alguma coisa a mais que nós.
-E…?
-Nada…
-Alice, não nos enganas! Que se passa?
-Não são só vocês que são diferentes aqui dentro!
-O que?
-Não somos só nós?


Inês off
Alice on

*****************************************************
Então e os comentarios? :(
Beijos adorovos

domingo, 2 de maio de 2010

Cpitulo 12

Por momentos esqueci tudo, esqueci a minha irmã, esqueci a Vanessa, a Ashley, os nossos amigos, a minha condição de princesa, a minha “outra vida” e até que já tinha tocado á muito tempo. Quando dei por mim estava já com o meu nariz junto ao dele, e o mais inesperado aconteceu… Os nossos lábios tocaram-se como ontem á hora de almoço, mas desta vez para não se largarem. Primeiro deixámo-nos estar apenas com o toque, num beijo de meninos dá pré-escolar, que nem sabem o que é beijar, depois na segunda fase, deixe-me levar por completo. Fechei os olhos assim como ele estava, e deixei ele ser o primeiro, sentia a sua língua na minha, era uma sensação única! Inexplicável… Lembrei-me que ele não poderia sentir as minhas presas, e que eu ao estar a beijá-lo já era um grande desafio, e poderia magoá-lo mesmo sem crer! Como é possível uma pessoa ser tão doce, tão gostosa? Não consigo perceber! As suas mãos estavam já mais baixas, uma continuava no mesmo sítio, já a outra estava a ir para a minha perna! Atrevido! :P O beijo já era mais para o “animalesco”, do que para uma experiencia, estávamos a envolver-nos mais do que deveríamos! Foi então que ele “finalmente” me largou a boca e passou para o meu pescoço. Abraçou-me e beijou-me ainda mais, mas não resisti. Quando foi a minha vez de passar para o seu pescoço, o seu cheiro invadiu a minha mente! Um desejo mortífero de o morder apoderou-se do amor e do desejo que sentia naquele momento. Os meus olhos abriram-se e vi que os dele ainda estavam selados… Senti os meus a mudarem de cor, deveriam estar vermelhos e as minhas presas apareceram… Ficaram maior do que já são! E acreditem não são pequenas ao natural! Tinha de me controlar… Cheguei até ao seu pescoço, mas quando já tinha as presas quase a trespassar-lhe a garganta… Acordei, e percebi o que iria fazer-lhe! Não é que não o cresse fazer, mas na minha espécie o “contrato” não o permite. Virei-me repentinamente, larguei aquelas mãos que me seguravam com a força interna, sentia que o que acabara de fazer, o magoara muito! Não aquilo de quase o morder, mas de o ter deixado sem mais nem menos!
-Desculpa! Não resisti… E sei que tu tambem gostas-te! Senti o amor que sentias! Senti que naquele momento, e para sempre poderíamos ser só um! Sónia… Que se passa? – Não poderia responder, estava muito “nervosa” ele iria notar na minha voz – Vira-te, quero olhar para a miúda mais fixe do mundo! A miúda que AMO! – Como é que posso estar a fazer isto ao rapaz mais “tudo” do mundo? Acabou de se declarar, acabámos de ter o nosso primeiro beijo, acabámos de sentir que ambos nos amamos mutuamente! Não o posso deixar a sofrer – Sónia por favor, fala comigo! Fiz alguma coisa de mal? Sei que tenho namorada, mas eu e ela já nem nos amamos, simplesmente sentimos uma grande amizade! Eu amo-te a ti desde sempre… Desde que te vi entrar na minha vida e neste colégio!
A minha respiração ainda está muito acelerada, não consigo ainda falar. Foi quando tocou, tínhamos ficado ali durante toda a aula? Parece que sim… Foi bem passada! Gostei pela primeira vez de Matemática! Os alunos iriam começar a sair para o corredor onde estamos, e perceberiam que algo se passava comigo, e connosco!
-Desculpa! – Disse ainda ofegante e comecei a correr para o meu quarto.
-Sónia espera… Podemos falar depois?! Se quiseres! – Não lhe dei respostas, e quando já estava fora da vista de todos, corri na minha velocidade máxima. Fechei a porta do quarto á chave! Desta vez não… Não iria fazer o que estão a pensar! Não me vou cortar… O que sinto é muito doce para poder cortar-me, e ainda sinto a dor do outro dia! Simplesmente desliguei tudo á minha volta, e mandei-me para cima da cama, agarrada ao meu “sapo” de peluche, que se chama Efrog (Tenho mesmo um sapo de peluche chamado Efrog, deu-me a Inês nos anos!) e pôs os fones nos ouvidos, não iria ouvir nada por uns segundos, apenas as musicas que lá tinha! E por estranho que pareça a música era a “Te Amo” da Rihanna (Amo a musica, têm de ouvir, experimentem ouvi-la quando lerem de novo o capitulo anterior do beijo). Por momento fez-me lembrar do beijo, e imaginar que os da música seriamos nós… O que me fez sentir ainda melhor! Querendo mesmo sentir de novo aquela boca na minha!
Sónia off
Zac on

Capitulo 11

Imma be, imma be, imma imma imma be
Imma be, imma be, imma imma imma be
Imma be, imma be, imma imma imma be
Imma be be be be imma imma be
Imma be be be be imma imma be
Imma be be be be imma imma (Black Eyed Peas - Imma Bebe, musica do telemovel do Zac)
Zac on
-Hãn? Que é isto? – Nem acredito que já é de manhã! O meu telemóvel acabou de despertar. Ao tentar levantar-me sinto uma terrível dor de cabeça. Mas que se passa aqui? Parece que a ressaca começou muito bem! Levantei-me com a mão na cabeça, peguei numa toalha, e numas roupas e fui tomar duche! A água está mesmo boa… Quente como gosto! (Posso tomar duche contigo?) Demorei uns minutos, pois como estou isto sempre demora um pouco, mas agora já estou pronto! Fui até ao espelho, e estava com umas olheiras desgraçadas! Então recorri ao meu estojo de cremes, posso ser homem mas sei tratar-me bem! Onde é que andas? Não és este… Este muito menos… Á aqui está! Agora sim, estou mesmo pronto para sair. Assim que sai, a Ash estava tambem a sair do quarto dela:
-Bom dia loirinha!
-Bom dia Zac! –
Como é que é possível, ela está ali fresca que nem uma alface, e eu aqui todo mole – Divertiste-te com a tua “amiga”?
-Hãn? Amiga? Que amiga? Eu sai convosco… Não com a Van!
-Pois, agora não te lembras! É mesmo bom teres-te esquecido, se não… Olha vamos mas é ao bar comer!
-Ok… - A Ashley anda mesmo mal, nem percebi o que disse!
Quando chegámos ao bar, já o nosso grupinho estava lá, e com o grupinho, tambem a mimada estava na mesma mesa.
-Bom dia malta! – Disse a Ash.
-Bom dia loirinhos! – Disseram os outros em troca.
-Bem, vou falar com os Jonas… Ainda não vi o Joe hoje, não sei se está doente! Até logo! – Disse a mimada. Deu um beijo a todos, menos a mim… Não é que me importe, mas pelo menos podia dizer-me alguma coisa! Será que ela tem alguma coisa a ver com aquilo que a Ash me disse?
Bem, não interessa, quero é comer!
Tou com fome!
*********************************
Não acredito, ela foi mesmo ter com os Jonas! Ainda bem que o Joe não está lá!
-Olá bonitão! – Ouvi atrás de mim, seguido de um grande beijão no meu pescoço. A V anda a passar-se!
-Olá lindinha! – Disse desviando o olhar da outra mesa.
-Então como foi a tua saída!
-Foi o máximo!
-Sabem o meu Rob dança lindamente! Tivemos a dançar a noite toda!
-Então e tu? Só dizes que foi o máximo?
-Hãn? Não, eu… Dancei muito!
-Parece é que apanhas-te uma daquelas mesmo grandes! – Gozou a Inês.
-Podes crer que é verdade! – Todos começámos a rir. E quando olhei para a mesa dos Jonas, outra vez, lá estavam os três irmãs com mais três amigas, a Demi, a Selena, e a Miley,
e a mimada tambem lá estava. Estavam a rir como nós… Era mesmo bem-feita que agora a campainha tocasse!
E não é que tocou?!
Todos saímos, e eu fiquei atrás da porta a
ver o que acontecia:
-Sónia espera… - Disse ele ao agarrá-la pelo braço
-Sim Joe…
-Sónia sabes que eu gosto mais de ti do que de uma simples amiga… Gostava de te perguntar se… Bem… Tu…
-Sónia a Inês mandou-me chamar-te! – Desculpem, sei que não queriam que eu interrompe-se este momento, mas teve de ser.
-Zac? Diz-lhe que já vou!
-Ela estava muito aflita… Acho que tens de ir rápido!
-É grave?
-Parece…
-Ok… Vamos lá! Joe falamos depois?
Zac off
Joe on
Tudo, melhor dizendo, todos atrapalham o que quero dizer… Nunca podemos estar sozinhos… Mas esse dia vai chegar! Esse dia vai chegar! Ainda vai ser minha! (Pensa ele)
Quando ela saiu a correr com o Zac, fez-me lembrar o Lua Nova, naquele momento em que a Alice “mostra” o seu sonho e a Bella e o Edw andam a correr feitos malucos pela floresta!
Mas isso não interessa, corri tambem para a sala, e ainda consegui ouvir a Sónia dizer para o Zac nunca mais fazer aquilo.
Será que ele inventou tudo o que disse sobre a Inês estar a precisar da irmã? Não sei, mas que ela é estranha e ele tambem, lá isso é verdade!
Joe off
Sónia on
-Para a próxima não te ajudo! – Dizia ele.
-Oh please… O mais mimado dos rapazes está-se a armar em herói? Olha não preciso de um guarda-costas, muito menos de ti! Não preciso que andes a controlar-me! – Disse-lhe já a gritar.
-Miúda só te quero proteger! – Agarrou-me os braços com tanta força que parecia que nunca mais me queria largar. Senti a sua pulsação e o sangue a bombear nas suas veias, as do pescoço estavam mesmo á vista.
-Larga-me! Não tens o direito de me agarrar… - Ainda apertou com mais força – Estás a magoar-me!
-Apetece-me tanto fazer-te isto! – Aproximou-se a cada palavra ainda mais de mim, agora para além da sua pulsação sentia tambem o seu ar quente a sair-lhe na boca perfeita. Apertava-me ainda mais os braços, a força dele era bastante impulsiva, mas passados uns segundos deixei de sentir as suas mãos nos meus braços e comecei a sentir, no inicio era apenas uma, a descer para a minha cintura. Mas a outra continuou baixando para o meu pulso, e aí não consegui resistir a dor era bastante forte, tinha passado apenas um dia depois da minha pequena recaída, e as feridas ainda estavam abertas e mesmo estando com umas ligaduras senti que a minha pele tinha voltado a sangrar:
-Zac estás a…
-Shiuuuuu, não digas nada! – Retirou finalmente a mão do meu pulso, e coloco-a nos meus lábios, em forma de parar de falar. Depois seguiu o mesmo caminho que a outra, e já tinha as duas mãos na minha cintura. Aproximava-se cada vez mais… Os nossos lábios estavam a milímetros de se tocarem!
***********************************
Então gostaram? Espero que sim, e desculpem nao ter comentado os vossos mas hoje vou tentar actualizar-me! Beijos e comentem!!!!!
PS: E Já agora, acham que se vai dar o beijo?