terça-feira, 11 de maio de 2010

Capitulo 17

Zac on
Bem, a tarde passou rápido… Agora estou a conduzir para a casa da Van, e a pensar que muitas coisas este fim-de-semana vão mudar! (Coitado nem sabe o quanto, não é malta?) parei o carro e fui então até á porta da casa dela, toquei á campainha e quem me veio abrir a porta foi a mãe da Vanessa.
-Boa noite Sr.ª Hudgens! Venho buscar a sua filha para irmos jantar!
-Oh… Zac… Já nos conhecemos á tanto tempo, porque não tiras essa Sr.ª Hudgens e me tratas por Gina?!
-Ok… Gina a sua filha está pronta?
-Acho que sim… Mas deixa-me dizer-te que é um enorme prazer ter-te como namorado dela, és um excelente cavalheiro, sei que não a vais fazer sofrer! – Estão a ver porque não posso andar com a miúda mimada?
-Isso nunca me passou pela cabeça… Nem a vou magoar! Nunca!
-É disso que gosto em ti!
Mas será que vou conseguir resistir muito mais tempo a isto tudo? Acho que vou mesmo… UAU!
-Boa noite Zac! – É mesmo um amor!!!!!
-Boa noite… - Fui até ela e beijei-a, depois trouxe-a pela mão e despedi-me da sua mãe – Boa noite Gina! Não voltaremos tarde!
-Claro que não, confio em vocês!

Zac off
Sónia on
Esta pode ser a minha última noite como a humana Sónia! Nem sei no que me vou transformar ao certo, mas nunca vou mudar, por dentro serei internamente eu!
-Sónia podes emprestar-me o teu casaco branco? – Era a Inês, como sempre interrompe os meus pensamentos!
-Podes vir cá buscá-lo! – Disse na mente.
Passados uns minutos, Inês, entrou no meu quarto e foi direita ao roupeiro de onde tirou de lá o tal casaco. Não falámos, apenas olhei para ela ao ver se lhe ficava bem com a roupa que usava.
-Sim, estás linda! – Disse-lhe sorrindo!
-Obrigado! – Respondeu da mesma forma.
-Vais sair?
-Sim, é a única noite que posso estar livre de tudo! Queres vir?
-Não, sabes que não gosto muito disso!
-Pois… Bem vou andando, pode ser que encontre o Pattinson por lá! – Virou-se então para mim – Mas duvido muito! Adeus e dorme bem!
Caminhou para a porta, mas antes de sair:
-Inês! – Chamei-a.
-Sim…
-Dói muito?
Ela voltou a fechar a porta e ajoelhou-se perto de mim:
-Um pouco sim… Mas em tudo na vida pode custar um pouco! Depois ficarás melhor, assim como eu!
-Tenho medo…
-Vou estar lá, se te magoarei eu própria os vou parar! – Deu-me um beijinho na testa e saiu!
Fiquei a pensar nas suas palavras a noite toda. Sabia que ela era a minha protectora e nunca me deixaria magoarem-me. Voltei para a cama, peguei num livro e comecei a ler. Mas não demorei muito até adormecer…

Sónia off
Inês on
Bem aqui a noite está agitada, tal como gosto! Deixei o casaco e a carteira á entrada, com o segurança de sempre. Já me conhece, bem!
-Por aqui miúda! – Disse ele assim que me viu.
-Já sabes como é, Sábado á noite é para bombar! – Disse enquanto lhe dava um beijinho e um abraço.
Depois de lhe dar as coisas:
-Diverte-te!
-Depois vai ter comigo para nos divertirmos um pouco, bebermos um copo…
-Quando o meu turno acabar, daqui a uma horinha! Vemo-nos depois loirinha!
-Tchau…
Entrei e fui logo ao balcão:
-O mesmo de sempre… - Disse.
-É para já!
Como sou presença habitual aqui, já é fácil saberem o que quero! Voltei-me para a pista de dança, e só via corpos a balançarem-se por todo o lado, casais a beijarem-se e o DJ a divertir-se bastante.
-Aqui está Montez…
-Obrigado! – Agarrei no copo e levei-o á boca. Depois de dar o meu primeiro “beijo” no copo, fui então para a pista de dança.
Dancei bastante… Estava sozinha, o que chamava a atenção dos rapazes solteiros que por ali estavam! Alguns bem giros, já outros… é melhor não falar muito!
O “meu” segurança apareceu lá e dançamos os dois… A noite estava a ser linda, até que:
-Temos uma mega surpresa! Hoje, vamos ter, noite de Karaoke!! – Todos começaram a gritar e a bater palmas. Correram todos para cantar, mas depois de terem acalmado mais, e cantado muito mal (alguns) decidi ir eu!
-Meu posso? – Perguntei.
-Claro… Que vais cantar?
-Deixa isso comigo, já vais perceber! – Agarrei no microfone – Boa noite… Daqui é Inês e vou meter esta gente a desejar ouvir-me mais uma vez! – Disse a rir. Sabia que eles amavam pessoas assim, como eu, sem medos e muito malucas! Imaginei qual foi a música que fui cantar? In My Head, do Jason Derulo… Amo simplesmente o rapaz! Enquanto cantava, fui tambem de novo para a pista de dança, e comecei de novo a dançar. O “meu” segurança dançava bastante bem, mas foi então que um rapaz me despertou a atenção. Estava ao balcão a olhar-me, e parecia mesmo ele! Não parei de cantar, e a meio da música abri caminho até ele. E era mesmo o Pattinson… Tentei “puxa-lo” para dançar… Depois tentei dançar á sua frente e aí não resistiu… Agarrou-me e começamos a dançar… As suas mãos a tocarem-me, aquele toque, deixava-me cada vez mais louca por ele! No final da música (Porque é que tudo têm de ter um final?) ele fez aquele passo muito conhecido. Aquele de quase deixar a rapariga cair, mas agarrá-la mesmo antes de chegar ao chão. Aí sim, tive a certeza de que ainda o ia beijar… E que era naquele momento! Mas, como disse no final da música, assim que acabámos o espectáculo ele saiu a correr, deixando apenas o seu olhar misterioso e o seu sorriso mágico! Queria ir atrás dele, mas logo depois empurraram-me de novo para o meio da pista.
-CANTA! CANTA! CANTA! – Ouvia eu de todos os lados, tentei olhar sobre aqueles que me pediam para cantar, mas já tinha desaparecido há muito!
-Bem… Vou ter de ir… Desculpem! – Fui a correr, e o segurança veio atrás de mim.
-Estás bem? Foste magnífica!
-E ele?
-Ele? Ele quem? Dançaste com tantos, que nem sei de quem estás a falar!
-Dancei com tantos? O que estás a dizer? O Robert, o rapaz dos olhos verdes cor de topázio liquido!
-Inês não bebes mais nada hoje! Vai mas é para casa… Melhor, vou-te levar!
E assim foi… Em todo o caminho, não disse nada, sabia que tinha dançado com ele. Senti-o… Era impossível… Não posso ter “sonhado” enquanto dançava e cantava com outros!
-Chegámos… - Disse ele ao parar em frente á minha mansão.
-Obrigado por me trazeres! – Disse a sorrir.
-Sempre às ordens! – Sai do carro e encaminhei-me para a porta.
Sentia que me estavam a ver, mas não liguei, deveria ser um cão. Mas foi então que ouvi um barulho nos arbustos.
-Quem está aí? – Perguntei. Mas ninguém me respondeu, como é óbvio! Não deve ser nada. Concentrei-me a ir para o meu quarto e a deixar de pensar em coisas estranhas!

Inês off
Rob on
Não deveria ter feito isto, mas não consegui resistir. Ainda por cima, como já tinha bebido poderia ser que ela percebesse que não passava de um sonho! Mas saiu tudo ao contrário. Consegui esconder-me de todos, menos dela. E agora que aqui estou, nem consigo parar de pensar na noite que passei a dançar com ela!
Rob off
************************************************
Como pediram, aqui está!!! Comentarios, nao esqueçer! beijos :P

2 comentários:

Anónimo disse...

Enaa está maravilhosamente fantásticoo xb
Gostei bastante, posta rapidinho hein!!
bj

Sonya*-* disse...

oláa
Lindo adorei tens de postar bem rápido
bjinhozzz