segunda-feira, 3 de maio de 2010

Capitulo 13

Zac on
-Zac que fazes aqui?
-Porque faltas-te á aula?
-Ashley, Inês?! Bem… Aconteceu uma coisa… E roubou-me o tempo tudo! Nem dei pela aula…
-Mas que se passou? Alguma coisa de grave?
-Inês vai ver como está a Sónia, por favor! – Estou mesmo preocupado, saiu daqui a correr de uma maneira, e eu não beijo mal, pelo menos ganhei sempre o prémio de melhor beijo!
-A Sónia? Que se passou? O que viste?
-Bem… Vai ter com ela! Por favor!
-Volto já… - E assim saiu a outra Montez!
-Efron, Efron, Efron… Conta á tua BFF o que se passou!
-Beijámo-nos!
-O que? Beijaste quem?
-Cala-te! Queres que a Van saiba? Eu e a Sónia, parecia um conto de fadas!
-Conta tudo! – Fomos andando pelo colégio, até lá fora, passámos logo para a parte de trás do colégio, onde nos sentámos.
-Bem, estávamos a discutir, como sempre…
-Que novidade!
-Mas depois, ela gritou comigo, eu agarrei-a…
-Agarraste-a?
- Sim… E aproximei-me mais dela, sentia a sua magia no ar! A rondar-nos, e acabou por acontecer! Nem sei como, mas parece que já tudo estava traçado e que nós simplesmente tínhamos de seguir aquele caminho!
-Oh tão romântico! Tão lindo… Mas então! Não percebo! Vocês nem se podiam ver, como é que…
-É por isso que digo que é estranho! Mas ontem por pouco que não acontecia isto, mas umas amigas interromperam-nos, hoje é que foi!
-E porque disseste aquilo á Inês?
-A Sónia saiu a correr, interrompeu o beijo, não percebi nada! Coisas de Sónia! – O meu sorriso de certeza que era estúpido, mas estava feliz!
-Quem me dera que eu e o Rob fizéssemos o mesmo!
-Lol… Agora não digas a ninguém, muito menos á V!
-Na boa! E como é que vais justificar a falta?
-Digo que não estava muito bem-disposto! É fácil…
-Só tu!
-Vamos?
-Sim…
E assim fomos… Como será que está a Sónia?


Zac off
Inês on
Tenho tanto medo que ela tenha feito alguma coisa de novo! Procurei-a por todo o lado e nada… Nem sinal dela! Falta o quarto… Esqueci-me por completo da nossa ligação! Poderia ter visto o que se passava! Ainda vou a tento!
********************************
OMG tantas borboletas, rosas, coisas azuis, tantos… Beijos? Que esquisitos andam estes pensamentos… Nem lhe vou dizer nada… Anda muito querida a minha menina! (Nem sabe ela o quanto! Não é malta?) A porta está fechada? Mas…
-Sónia estás aí? – Comecei a tomar mais atenção aos seus pensamentos e deixei os sentimentos, ouvi uma cena do género:

“-Then she says Te Amo
Then she put her hand around me waist
I told her no,
She cried Te Amo
Told her I'm nah guh run away
But let me go
My soul hears her a Cry, without asking why
I said Te Amo, wish somebody tell me what she said
Don't it mean I love you
Think it means I love you
Don't it mean I love you”
Háá está a ouvir música, nem vale a pena tentar chamá-la!
Onde é que anda a minha chave? Oh que desastrada:
-Toma! – Era ELE.
-O…Obri…Obrigado! – Nem acredito que gaguejei!
-De nada! Para a próxima toma mais cuidado! Poderia ser um gatuno!
Gatuno de corações, sim és! Ele riu sem mais nem menos:
-Que foi?
-Nada… És estranha! Tens muitas coisas…
-Han?
-Nada, nada… Então… Hummm… Posso ajudar-te em alguma coisa?
-Bem, sim… A minha irmã fechou-se no quarto! Deve de estar com os fones nos ouvidos, não consigo abrir a porta! Poderias ajudar-me? – Sorri, com o sorriso mais sensual que podia imaginar.
-Deixa-me cá ver! Bem… E que tal a chave? – Desatou a rir de novo.
-Oh tolo! Não sei dela! Devo tê-la deixado lá dentro! – Disse dando-lhe um murro leve no ombro. – Andas na musculação?
-Não… Bem posso tentar?
-Claro! – Ele tirou o casaco, e colocou-o em cima de mim, depois encostou-se á porta e com a mão no puxador deu um leve toque e a porta abriu-se como se tivesse usado a chave. – Obrigado pela segunda vez! – Dei-lhe o casaco e entrei, mas antes de fechar a porta – Como te chamas mesmo?
-Pattinson! – Disse de novo.
-Primeiro nome?
-Robert… Mas trata-me por Pattinson!
-Claro! – Fechei a porta, e encostei-me a ela, aquele olhar, aquele riso, aqueles músculos… Bem, mas o que interessa é que ela está aqui, e a dormir! – Mana?! Acorda… Vamos ter aulas!
-Só mais um beijo…
-Um beijo? – O que está ela a dizer… Ao entrar de novo na sua mente, vi uma imagem que parecia mais um filme romântico (Era o episodio do beijo).
-Zac amo-te!
-SÓNIA MONTEZ! – Gritei, depois de ver aquela cena e sentir-me enjoada. Como é que dois inimigos podem ser tão românticos e ter tanto doce á mistura?
-Hãn? Zac? Inês? Onde estou? – Ela estava definitivamente em estado de choque, acordar com um gritinho meu não é das melhores maneiras que ela mais gosta de acordar.
-Beijas-te e amas o Zac, e não me dizias nada?
-Claro que não… Isso não aconteceu!
-Não mintas! Eu vi tudo! – Disse apontando para a minha cabeça.
-Então porque perguntas-te? – Ela levantou-se, colocou o peluche na cama e os fones ao lado, depois dançou e rodopiou pelo quarto como se voltasse a ser aquela menina de sempre, sem pressões e mega feliz como era quando tinha 5 anos! Senti-me bem ao seu lado, não é que não me sinta sempre, mas desta vez foi especial! Ela estava de novo apaixonada! Há muito tempo que não acontecia aquele fenómeno da natureza da menina Sónia!
-É bom ver-te de novo in love! – Disse a rir dela.
-Finalmente posso admitir que o amo… AMO-O! – Gritou ela, mas com a euforia nem reparou que estava um caderno no chão, onde tropeçou e acabou por cair
- Estás bem? – Ela levantou-se toda enleada nuns fios que lá estavam, o que meteu ainda mais piada, e sorriu como a nossa amiga Demi.
- Nunca estive tão bem! – Foi então que reparei nos seus pulsos, uma mancha vermelha saia da sua ligadura.
- Mana, cortaste-te de novo?
-Claro que não, estou tão feliz!
-Então olha para o teu pulso! – Assim o fez.
-Deve ter sido ele!
-Como assim?
-Viste que ele me agarrava antes do beijo?
-Sim, claro…
-Ele deve ter esforçado de mais e abriu de novo os traços!
-Então vamos lá curar de novo…
E assim o fizemos, a verdade é que os golpes estavam muito melhores, aquilo deveria ser ainda do outro dia, ou então o milagre do amor existe mesmo!
-Mana hora do almoço… Significa que temos de ir comer! – Disse ela ainda a rir.
-Há pois… Agora já tem fome?
-Sim, muita!
Quando íamos a sair, alguém nos entra pela janela (Atenção fica sempre aberta para os amigos do “ar” entrarem!).
-Alice? Que fazes aqui? – Perguntei ao abraçá-la! Tinha tantas saudades dela.
-Pensava que precisavas de mim… Vi a menina do lado a cortar-se! Pensei que tinha morrido!
-Achas que a deixava matar-se?
-Sei lá… As duas sozinhas aqui no meio de tantos humanos, e… - Calou-se rapidamente. Parecia que sabia alguma coisa a mais que nós.
-E…?
-Nada…
-Alice, não nos enganas! Que se passa?
-Não são só vocês que são diferentes aqui dentro!
-O que?
-Não somos só nós?


Inês off
Alice on

*****************************************************
Então e os comentarios? :(
Beijos adorovos

1 comentário:

Sonya*-* disse...

olá linda
Adorei o capitulo
quero mais sim
A sónia está mesmo in love pelo zac efron... e ele também lol
bjinhozz