quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Capitulo 41


Selena e Taylor tinham acabado de entrar no colégio…
-Achas que foi bom?
-Mesmo muito bom… - Selena colocou a mão na porta, pronta para sair.
-Achas que ainda te vejo amanhã antes de irmos para casa?
-Sim… Acho que sim! – Selena abriu a porta e saiu. Depois deu-lhe um beijo. – Até amanhã! – Selena entrou enquanto Taylor foi arrumar o carro.

Inês On
-Que queres afinal? Estás de volta com o teu irmão?
-Vejo que te lembras muito bem de quem eu sou!
-Como me podia ter esquecido… - Respirei fundo ao relembrar – Matas-te uma das minhas melhores amigas… E para não falar que atacaste a Sónia, por pouco não a transformaste!
Damon riu:
-Acredita, nunca tinha provado um sangue tão bom! – Desta vez não me contive… Dei-lhe um estalo. Ele sorriu e voltou a olhar para mim – Podia ter-te transformado se quisesse! Estavas pelo beicinho por mim… Lembraste? Lembraste das nossas noites?
Tentei não relembrar, mas ele estava a colocar-me num ponto que tudo me vinha á cabeça.
-Preferia não tê-las vivido… Prefira que não fosses tu! – Disse contendo o choro. Ele aproximou-se, e eu recuei.
-Não digas isso… Sei muito bem o quanto me amavas! – Aproximou-se mais, e eu fiquei completamente indefesa, encostada á parede – Sei também que esse teu sentimento não pode ter mudado de um dia para o outro!
-Já passaram anos…
-Ahahah… Deixa-me rir… Quantos anos tens?! Na verdade, para aí uns 17 ou 18…
-Quase 18! – Respondi-lhe, apesar de ele não merecer…
-Eras muito nova quando te apaixonas-te! – Eu sabia, ele nunca se tinha apaixonado, não por uma miúda de 13 ou 15 anos como eu! Mas eu estava, e muito mesmo… Ele foi e sempre será o meu primeiro amor! – Pensava que iria provar o teu sangue… Mas trocaste-me as voltas! – Eu bem disse! – Naquele tempo ainda não estavas assim… - Passou a mão pelas minhas pernas -… Eras uma miúda, uma parva e estúpida miúda! Agora sim, estás no ponto! – Beijou-me o pescoço. Senti nojo dele.
-Pára… Ou não respondo por mim!
-Que vais fazer…? Chamar o papá, ou os Cullen? Não melhor, vais chamar os língrinhas dos teus guarda-costas!? – Deu mais uma vez uma daquelas gargalhadas irritantes, que antes amava ouvir. – Chego para eles e para muitos mais!
A Sónia era a minha salvação… Tentei a nossa ligação mental, mas estava “fechada”. Que bom! Já o deveria saber… Ela de certeza que estava a dormir…
-Oh a maninha não pode?! Que pena… Contento-me contigo! – Beijou-me de novo.
-Damon… Pára por favor!
-Não posso… Nem quero! – Disse ele pressionando-me contra a parede. Sentia-me perdida, agora sabia o que a Sónia viveu naquele dia. Mas o problema é que não tinha nenhum Taylor pronto a ajudar-me. Não dei luta, sabia que seria pior.
-Onde andará ela?
-Joe, disseste que ela te avisou que iria sozinha para o colégio!
Eram o meu grupo de amigos, e o Joe estava muito preocupado.
-Pois… Estou a ser demasiado “velho”… Vamos voltar para a festa! – Joe beijou a Demi, ouvi o barulho do beijo, são humanos ok?! Fazem barulho… Hey, calma lá… Deixei passar a oportunidade de me salvar não foi?
-Não penses tanto… - Disse Damon continuando a beijar-me.
Ouvimos um carro a alta velocidade:
-Entra no carro… - Disse uma voz masculina que deve ter saído de dentro do tal carro. Abri os olhos e vi quem era.
-Oh… Vieste estragar a diversão a dois namorados? Isso não se faz!
-Entra no carro já… Inês! – Voltou a insistir.
-Ok… - Corri para o carro, aproveitando enquanto Damon se estava a armar e me tinha deixado. Enquanto estava no carro não consegui perceber muito bem o que se passava fora dele. Percebi que Damon ficou um pouco assustado e saiu a “voar”!
Ele entrou no carro, sem dizer uma palavra.
O caminho estava a ser muito silencioso, visto que nem eu nem ele falávamos, mas um de nós decidiu preencher o vazio:
-Mete o cinto! – Disse eu. Ele riu.
-Acho melhor meteres tu!
Foram as únicas frases que se ouviram durante mais um longo espaço de tempo:
-Obrigado! – Disse eu quando o carro parou.
-Para a próxima vê com quem te metes, Inês! – Sai do carro mas antes de fechar a porta:
-Como conseguiste estar lá quando eu precisava de ti, Robert? Nem estavas no bar!
Ele apenas sorriu e arrancou assim que eu fechei a porta. Ele definitivamente não era normal, era muitooo estranho. Estava lá quando precisava, aparecia quando pensava nele, e esta já não era a primeira vez. Subi para o quarto, e deitei-me. Tentei mais uma vez, mas era escusado, Sónia não estava lá naquele momento. Sónia e a nossa ligação não estavam naquele momento disponíveis para mim. E a verdade é que estava a ficar muito preocupada. Não sabia nada dela, desde que saíra á pouco do colégio. Entre estes pensamentos adormeci.

Inês Off
No outro dia de manhã, na casa da família Cullen e Montez, Sónia estava a acordar enquanto alguns membros da família tinham ido caçar. Sentia-se diferente! Foi até á casa de banho e lavou a cara. Quando levantou os olhos e olhou-se ao espero:
-Oh meu deus! – Disse depois de ver a sua imagem. Sentiu uma fúria dentro dela, e mandou um murro no espelho. Acabou por o partir!
Lá em baixo, apenas permanecia Alice, que com o estrondo correu até á cozinha e pegou numa garrafa que estava numa arca ou coisa do género! Depois foi até ao quarto de Sónia. Esta estava sentada no chão, com uma mão cheia de sangue, mas sem golpes aparentes!
-Toma! – Disse Alice. – Acho que te vai pôr melhor!
Sónia pegou na garrafa que Alice tinha na mão e olhou-a:
-Isto é…
-Algo que te vai ajudar… - Sónia abriu a garrafa e mete-a á boca. Ingeriu com um pouco de cuidado no inicio, mas depois aquilo sabia-lhe muito bem! – É sintético! E há mais de onde esse veio!
Alice continuava a sorrir, Sónia olhava-a e depois tirou a garrafa na boca, poderia já não ter nada, mas ele não resistiu e olhar lá para dentro:
-Cheira tão bem!
-E também sabe… É tipo o nosso alimento! Não podemos caçar muito, e tipo… Os humanos estão fora de questão, logo temos isto!
-Mas… O que é?
-Um sangue que é produzido por especialistas amigos do Carlisle lá no hospital! Tipo, às vezes conseguem arranjar-nos uns quantos litros e sangue humano, mas não podem faze-lo sempre, por isso fazem-nos este… Sangue, se lhe podemos chamar isso!
-Há… Agora percebo aquelas garrafas que a Inês tinha debaixo da cama!
-Pois… Mas vocês tem sorte! Como são diferentes pode comer de tudo, apesar de não lhes servir de nada, mas pronto! Conseguem manter o disfarce muito mais tempo!
-Pois…
-E agora sabes que não vais poder mostrar esses meninos muitas vezes, certo? – Perguntou ela apontando para os olhos que agora estavam vermelhos de Sónia.
-Sim, sei!
-Tens de manter-te calma… Não podes mostrar muito algumas emoções!
-Eu sei… E tu sabes que sou de uma família de vampiros?
Ambas riram, e depois Alice abraçou-a:
-Agora já não cheiras tanto a humana apetitosa!
-ALICE!?
-Que foi? É verdade, o teu sangue dá uma vontade mesmo grande de te morder!
-Lol… Mas não compreendo uma coisa!
-Diz… - Já estavam ambas sentadas no meio do quarto, Alice limpava o sangue que havia espalhado pelas mãos de Sónia, á espera da pergunta.
-Tipo… Porque é que tenho sangue, sou vampira, certo?
-Oh… Bem me parecia que a menina não era tão esperta! Então, tipo… Tu e a tua maninha são diferentes de nós!
-A serio? Não tinha percebido da última vez que me disseram isso, para aí a umas horas atrás!
-Mas é verdade, tipo… São criadas para serem princesas, tu mais que ela! Por isso são diferentes, não sabemos bem a que ponto! Mas pronto!
-Então quer dizer que… Podemos fazer tudo normalmente?
-Sim… Mas cuidado com os poderes, e com os meninos que mudam de cor! – Ouviu-se desta vez vindo da porta do quarto. Era a mãe de Sónia.
-Mãe! – Isabella, a mãe Montez, aproximou-se delas e sentou-se.
-Quem partiu o espelho? E estes lenços cheios de sangue…? Que se passou?
-Nada Isabella, ela apenas percebeu como estava agora, e tudo mudou na sua cabeça!
-Oh filha… - Abraçaram-se e Alice meteu-se tambem entre o abraço de mãe-filha. -… Alice…?
-Upss, desculpe!
As três riram, e depois ficaram sentadas a falar durante um pouco.
*******************************************
Gostaram? Finalmente a Sónia ficou vampira.... Mas é diferente assim como a irmã!
E agora???
Que se irá passar a seguir?
Posso dizer-vos que o Zac vai fazer uma coisa fofa, mas alguém não vai reagir da forma esperada! :P
Perguntas? Podem perguntar se quiserem!!!
Beijos With Love
Sónia Mars

7 comentários:

C'aaa' disse...

Amei ta Lindo :P
hum ..
espero pelo próximo =P
BeiJOKAS

Patricia disse...

Opáaaam esta mesmo potenteeee ^^
ja estou ansiosa pelo proximo da para acreditar?? =O
espero que postes paripinho xDD
jokinhaa *-*

storybook girl disse...

Olá linda!
fixe! a sónia ficou vampira ^^
tens mesmo de postaaaar +.+

postei novos cap's =)

aii tou ansiosa que a minha fic vá para a segunda temporada para o zac entrar, nunca mais x'p

beijinhos «3

Rita disse...

adorei *w*

Ana * disse...

Adorei +.+

Miriam ♪ disse...

Adorei este seu blog querida
Ta muito bom :)

Sonya*-* disse...

Olá linda
Amei o capitulo lindo lindo lindo
Ui ui a Inês devia ter aproveitado bem os beijos do Damon com que então o menino é mauzinho. ok admito que foi bue parvo com a Inês coitada magoou os sentimentos dela......a Sonia já é vampira haaaaaa de mais o que se irá agora passar estou tão curiosa, o Zac vai fazer uma coiaa fofa para a sónia e ela não vai achar piada e vai zangar-se com ele será ???
Bem se for coitado do Zac
posta posta posta mais sim
bjinhozz