terça-feira, 18 de agosto de 2009

Capitulo 13

-O que é? Foi a Ash que mandou? Os meus pais?
-Acho que foi o menino Zac! - Disse Adam.
-O Zac?
-Sim, está aqui uma nota que diz "Mandado por Thomas e Isabella Montez da parte de Zac Efron".
Sónia levanta-se e agarra a caixa.
-É grande! - Disse ele.
Sónia enquanto abria sorria. Quando abriu finalmente a caixa, reparou que era a guitarra favorita dele, mas tambem a sua T-Shirt favorita!
-Oh que querido! - Disse ela.
-Está aqui um papelinho! - Disse Adam mostrando a pequeno papel que estava na caixa da guitarra.
"Tenho tantas saudades tuas! Acreditas que não consigo entrar na Blue House? A Ashley está-me a ajudar muito, mas ninguem vai ser capaz de ultrapassar a tua falta! L.A não é o mesmo sem a menina querida dos fotografos e do povo! Com esta carta envio-tea minha e "tua" T-Shirt favorita e tambem a guitarra! Espero que desfrutes desse ano longe de nós, porque depois tudo volta ao normal! Kiss AMO-TE IMENSO!
PS: Este sentimento nunca vai mudar! :P"
Sónia ainda continuava a sorrir, quando reparou que já estava sozinha. Vestiu a T-Shirt dele, apesar de lhe ficar bastante grande sentia-se super confortavel e pegou na guitarra. Deixou a caixa, a revista e o resto do sumo lá. Dirigiu-se ás cavalariças, onde foi buscar o seu magnifico cavalo branco com crinas longas e cedozas em castanho claro... Montou-o e pôs a guitarra á sua frente. O cavalo chamava-se Blue Jeans (Ou seja o cavalo da Hannah Montana). Assim que Sónia dá um toque no seu pêlo ele começa a correr pelos campos da mansão.
De longe Jared observava-a. Sónia sentia-se optimamente a correr pelos campos verdejantes e floridos num inicio de manhã lindo e com bastante sol. Ao chegar a um pequeno reacho que ali havia desmontou-se e prendeu o cavalo á beira-rio, á sombra. Sónia conhecia aquelas terras melhor que ninguem, e estar ali fazia-a recordar quando era pequena e ainda não sabia o que era o amor! Será que agora já sabe?
Sentou-se encostada ao tronco da maior árvore que ali havia, um velho carvalho, que naquela manhã de Outuno tinha folhas desde amarelas a vermelhas, podia ver toda a herdade e todas as terras que por ali haviam. Podia ver o maravilhoso rio a cruzar-se com o ceu azul no horizonte. Então aquilo deu-lhe uma certa inspiração para cantar. Pegou na guitarra e começou a tocar. A música era mais ou menos assim:


1comentario para o proximo! Espero que gostem!

2 comentários:

Joana* disse...

Estou adorar! 8D....
Poem rapido o proximo please....

Anónimo disse...

Esta lindooo
A histria ta um maximo
Posta rapidinho =)